Modificado em: 29 março 2011

Fotos de Dentadura de Silicone

Informações sobre preço e benefícios de uma dentadura de silicone.
Dentadura de SiliconeVoltar à vida cotidiana após perder um ou mais dentes pode não ser algo simples, levando em conta todo o tempo de reajuste e preparação psicológica contra sensações de auto-repúdio. De maneira a tornar a sua vida melhor e a integrá-lo novamente no meio amoroso, familiar e de trabalho, considere o mercado de dentaduras de silicone. De fato, esta é uma boa alternativa, uma vez que – embora não substitua a verdadeira dentição – facilita a transição.

O uso de dentaduras não é mal-visto?

Esqueça todos os preconceitos contra o uso de dentaduras, a validade da opção ainda é presente e os modelos obedecem cada vez mais a anatomia bucal do paciente, removendo as preocupações excessivas com a fixação. Além disso, quem acompanha o seu caso, independente de ser o seu cirurgião-dentista ou ente querido, nunca seria capaz de fazer zombarias com algo tão sério.

Quanto custa?

Antes e DepoisPara saber preços, é preciso fazer um orçamento, uma vez que a dentadura ou prótese dental depende do tamanho e encaixe na boca de cada pessoa. Há diversos portais na Internet  informando sobre venda, locação, produção, assistência técnica e manutenção de dentaduras de silicone, fornecendo um valor mínimo de R$40,00. Porém, o preço deve sempre ser baseado nas suas especificações e particularidades, características que apenas um profissional no ramo pode informá-lo.

Quais os cuidados que devo ter com a minha dentadura de silicone?

De modo geral, a higienização diária com escovas de dente específicas, com rigidez e formato de cerdas adequados à limpeza de dentaduras de silicone.

Considere também procurar uma Waterpik para higienização tanto de sua dentadura, quanto de sua boca – também fundamental na manutenção diária.

Com quem retiro minhas dúvidas?

DentaduraLembre-se que saúde é um assunto muito sério. Em caso de dúvida, consulte seu cirurgião-dentista e retire toda e qualquer pendência concernente ao assunto. No caso de não conhecer um cirurgião-dentista, cheque o livro de seu convênio, ligue para os consultórios ou mesmo peça referências ao seu dentista que, sem dúvidas, informará a você o melhor que ele conhecer. Não se baseie em conhecimento popular ou em conselhos familiares sem embasamento médico. Muito menos procure tratar-se sozinho, lembrando-se que essas medidas visam apenas ao seu bem e melhor resultado do tratamento.


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook