Atualizado em: 21 julho 2011

Sintomas e Tratamentos do Botulismo

Todas as informações sobre essa doença muito perigosa transmitida através de uma bactéria super resistente, o botulismo. Saiba quais as causas, como prevenir e tratar

Dentre todas as doenças existentes no mundo algumas são bem comuns e a maioria se dá pela intoxicação por alimentos. Alguns alimentos não lavados corretamente são alvo principal para proliferação de parasitas e bactérias. Além dos alimentos mal cozidos, a água também é um local aonde parasitas e bactérias se proliferam e permanecem alí, podendo contaminar qualquer indivíduo que consumir aquela água e fazer com que sejam transmitidas doenças graves. Em muitos lugares a contaminação por meio da água e da alimentação é completamente comum, pois muitos lugares não possuem saneamento adequado e nem a higiene pessoal necessária. Por isso, em lugares assim, fica muito mais fácil para que haja proliferação de parasitas e dissemine a contaminação pela população. A prova de que isso acontece é o Botulismo, que é uma doença causada por uma alimentação com bactérias. Saiba mais sobre logo abaixo.

O que é?

O botulismo é uma doença não muito comum, mas muito forte, podendo levar a morte na maioria dos casos. É uma intoxicação alimentar que acontece através das toxinas que são produzidas pela bactéria Clostridium botulinum. As toxinas produzidas por essa bactéria são altamente venenosas e muito potentes, podendo causar danos graves e irreversíveis nos músculos e nos nervos. Essas toxinas que causam lesões nos nervos pelo botulismo são chamadas de neurotoxinas.

publicidade:

O botulismo é classificado de acordo com sua origem, podendo ser de origem alimentar ou decorrente de alguma lesão infectada. No caso da origem alimentar, é quando há a ingestão de alimentos contaminados. Por lesão, é quando se há o contato direto com uma ferida contaminada. 

Causas

Como já citado anteriormente, a causa para origem do botulismo é através da contaminação pela bactéria Clostridium botulinum. Uma vez contaminado por essa bactéria, formam-se esporos na pele que podem permanecer por muito tempo em estado de latência e são extremamente resistentes à destruição. Quando há um ambiente propício, esses esporos começam a crescer e produzir as toxinas. Quando o alimento contaminado é consumido, a toxina penetra no organismo pelo sistema digestivo, causando o botulismo alimentar.

Os vegetais, os peixes, as frutas e os condimentos são as fontes alimentares mais comuns. A carne bovina, os laticínios, a carne suína e de aves e outros alimentos também foram responsabilizados por casos de botulismo. A causa da maioria dos casos é desconhecida, mas alguns deles foram relacionados ao consumo de mel. O Clostridium botulinum é comum no meio ambiente e muitos casos podem ser decorrentes da ingestão de pequenas quantidades de poeira ou de terra.

Prevenção e Tratamento

É essencial que haja o cozimento dos alimentos antes de serem ingeridos. Além disso, é necessário também ferver a água e eliminar qualquer risco de contaminação por meio de bactérias que pudessem estar na água.  Uma vez que haja a contaminação pela bactéria causadora do botulismo, o médico poderá induzir o portador ao vômito, tentando livrar o organismo de qualquer toxina não absorvida. Além disso, pode ser solicitada uma lavagem gástrica e pode administrar um laxante para acelerar a passagem do conteúdo intestinal.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook