Bactéria E.coli

O que é?

Escherichia coli, são bactérias que pode atacar a nossa saúde por meio de contaminação, alguns tipos, podem apensar ser tratadas com antibióticos, mas outras, são de extrema preocupação levando ao leito de um hospital, por isso deve-se ficar atento aos sintomas, as precauções e tratamento caso você seja infectado.

O caso

Thomas Miller de Cinco anos foi diagnosticado com bactéria E. Coli, depois de comer um hambúrguer, o menino teve que passar por doze cirurgias no cérebro, pois ficou com a parte do lado esquerdo todo paralisado e com insuficiência renal.

Thomas

Ele foi o único que conseguiu a resistir a essa bactéria no Reino Unido, país onde mora. Após os pais (Joanne e Andrew) perceberem que Thomas estava sangrando, foi levado para o medico e ver o que estava acontecendo. Logo ao fazer os exames, os médicos já descobriram a doença, e explicou a família, que desde então iria começa uma batalha e precisa ser forte. Logo no primeiro processo de tratamento, o pequeno Thomas já recebeu uma transfusão de sangue, mas não adiantou muito, pois a bactéria já teria atingido o cérebro, afirma os médicos. Com o caso muito delicado, o hospital teve que pedir ajuda a especialistas canadense que poderiam entender mais sobre o E.coli. “Ele não estava falando comigo, o que era estranho, já que ele sempre foi um menino agitado”, lembra Joanne.

Thomas (Foto The Sun)

O tratamento foi muito complexo, e o corpo de Thomas teve muitas reações alérgicas que pareciam queimaduras. O estado dele já era muito complica, até os médicos já estavam desacreditados e passaram o diagnóstico para os pais, afirmando que não tinha mais certeza se o menino iria sobreviver. O pai de Thomas conta um fato que ocorreu que o marcou, “Quando ele acordou os médicos ainda não sabiam se os danos no cérebro seriam permanentes. Ele não mexia as pernas nem os braços”.

Thomas ficou no hospital cerca de 20 semanas, e só depois de ter feito o possível, os médicos liberaram para casa. Depois de ter alta, os pais ainda desconfiavam que não estivesse totalmente curado, pois ainda havia indícios que a bactéria estaria no seu filho. Depois de algum tempo, eles realmente perceberam que seu filho Thomas não estava curado, e sua aparência estava muito estranha. “Ele sofreu uma reação alérgica, ficou com a pele vermelha e queimada. “Eu vim buscá-lo e a pele dele saiu na minha mão”, disse o pai.

Thomas (Foto The Sun)

Após um bom tempo de tratamento, em fim, Thomas sobrevive, digamos que ele foi um guerreiro, e lutou muito com essa tal fatal bactéria, depois todos estavam mais tranquilos com a situação. “Eu nunca vou esquecer-me do dia em que saiu do tratamento intensivo. Ele perguntou pelo irmão, e eu soube naquele momento que já estava tudo bem”, conta aliviada Joanne.

Tratamento

A bactéria E. coli, por ser fatal ela pode ser muito resistente a muitos antibióticos, segundo dados de especialistas, são receitados aminopenicilina, cefalosporinas, estreptomicina. São dicas de remédios possíveis para o combate, mas antes procure um especialista da medicina, a bactéria é uma doença muito rara, e precisa de cuidados necessários para o melhor tratamento e resultado positivo, geralmente em muitos casos, você pode perceber que pode ser as vezes complicado o tratamento, pois há muitas reações que as vezes não esperamos.

Sintomas

Os sintomas normalmente você percebe em diarréia, cólicas muito fortes, dores no corpo, sangramentos, vômito, algumas quedas de temperatura, febre. Você deve ficar atendo a tudo isso. Leva bem sempre as mãos, não entre em contato com animais muito perto de sua saliva, procura não beber água em locais como: piscina, lagoas e praia, tenham também bastantes cuidados na hora de lavar seus alimentos, tenha sempre a maior precaução.

Thomas e seus irmãos (Foto The Sun)