Autismo Leve

Autismo Leve

O dia 2 de abril é marcado pelo dia mundial de conscientização do autismo, não ignore a doença e obtenha informações. (Foto: Divulgação)

O autismo leve como o próprio termo remete se apresenta nas pessoas de forma mais amena do que os outros graus em que é perceptível a olhos nus o problema. No caso desses pacientes os sintomas frequentes acontecem normalmente, porém de maneira mais branda.

Atualmente os médicos estão diagnosticando esses casos logo cedo nas crianças, com isso se tornou mais fácil e prático tomar as devidas atitudes para que tenham uma vida normal.

Um autista precisa ser estimulado a realizar as atividades normais, deve ir à escola, mesmo que essa seja especial para crianças com o problema, só assim será possível fazer com que a criança passe a se socializar com os demais.

Sintomas do autismo leve

  • Dificuldade na comunicação;
  • Fala de socialização;
  • Resistência a mudanças;
  • Alteração das funções motoras;
  • Dificuldade de entendimento.

As pessoas que possuem o autismo leve normalmente falam e são alfabetizadas, o grau de dificuldade para se desenvolver é menor do que em que tem o grau mais elevado da doença.

Existe Cura?

Não existe cura para o autismo ainda, vários estudos já foram e são aprofundados na tentativa de acabar com a doença e oferecer melhores condições aos pacientes, porém nenhum medicamento ou processo cirúrgico é capaz de eliminá-lo

No caso dos autistas que possuem o grau leve o mais indicado é direcioná-las a um tratamento indicado pelo médico para que a pessoas se desenvolva o máximo possível. Sessões de terapia ocupacional, psicoterapia e fonoaudiologia são indicadas pelos doutores, dessa forma haverá o desenvolvimento da fala, das funções motoras e também uma melhora na dificuldade de lidar com as pessoas.