Atualizado em: 4 fevereiro 2011

Alergia a Wi-Fi. Sim isto existe!

wifi-tshirt1

O consultor médico do Departamento de Medicina Interna do Hospital Clinic de Barcelona, Joaquín Fernández Solá advertiu quarta-feira que aumentou o número de pessoas “alérgicas” às ondas eletromagnéticas das redes sem fio.

publicidade:

Segundo o médico, as pessoas afetadas pelas ondas não sofrem tecnicamente uma alergia, mas desenvolvem uma sensibilidade que se manifesta com transtornos que vão desde a ansiedade, vômitos, dores de cabeça, enxaquecas, tosse, irritabilidade, insônia e inflamações cutâneas. Pronto, mais uma desculpa pra faltar ao trabalho.

De acordo com Fernandez, na sua clínica há centenas de pacientes tratados com esta sensibilidade, que estima-se, chega a afetar uma em cada mil pessoas.

O médico também alertou que os sintomas acima podem se manifestar à longo prazo, e isso é algo sério a se considerar, uma vez que, cada vez mais, usamos redes sem fio.

Por isso, o especialista em saúde, criticou duramente a presença de grandes redes Wi-Fi, computadores e micro-ondas em bairros onde a constante exposição também afeta adultos e crianças.

Baseando-se em seu próprio raciocínio, Fernández recomendada atentar para a possibilidade de comprar equipamentos Wi-Fi de terceira geração que reduzem a emissão de ondas, bem como monitores LED e protetores de tela para monitores convencionais de tubo (CRT).

Via Europa Press

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook