Atualizado em: 14 agosto 2012

Sim, é possível e essencial ser feliz sozinho

Apesar do aprendizado ao contrário, é possível ser feliz sozinho e, a partir daí, compartilharmos novas idéias e conquistas. Descubra como é possível buscar tal felicidade e o que ela te oferece.

Como buscar a felicidade em algo, se assim já matamos qualquer essência de sermos felizes por nós mesmos? (Foto: Shutterstock)

Apesar de vivermos em um mundo onde, desde pequenos e culturalmente, todos são direcionados a construir uma vida de felicidades estando bem na área profissional, pessoal e afetiva; os dias atuais mostram que a área afetiva não precisa necessariamente ser uma regra de relação duradoura ou do casamento e de como é possível sim ser feliz sozinho.

Ser feliz não se trata de estar só ou acompanhado

A vida a dois hoje tem as suas necessidades, realidade e as suas formas positivas de conquistas. No entanto, quando essas conquistas se tornam condicionadas ao casal e não ao indivíduo da relação, com o tempo, a felicidade pessoal vai se tornando mais distante. Não se trata de uma regra ou de uma imposição de que não devemos nos relacionar ou sonhar com uma vida a dois, mas é humanamente possível ser feliz sozinho, ao contrário do que vemos e ouvimos todos os dias.

publicidade:

Quando impomos a posição de que para ser feliz precisamos necessariamente conquistar algo, principalmente o fato de uma companhia, já estamos também culminando uma possível frustração. Tudo porque a felicidade já fica condicionada a outra pessoa. Se não somos capazes de ser felizes sozinhos ou buscar tal felicidade, como podemos querer compartilhá-la com alguém ou ainda despejar essa felicidade em outra pessoa?

A carência que sentimos quando estamos sozinhos, não pode ser comparada ao amor ou a felicidade. Quando estamos sozinhos, temos a carência e se buscarmos a solução para esse sentimento no amor, estamos nos tornando presos dessa condição e quem pode ser feliz dependendo de algo que não pode dar e que busca suprir uma necessidade sua em outra pessoa? Na verdade, somente encontramos a felicidade em um estado de espírito independente.

As mulheres são mais cobradas de que somente serão felizes se constituírem família. (Foto: Shutterstock)

Não existe regra, existe felicidade!

Não estamos levantando uma bandeira e dando uma regra de como ser feliz ou ainda de que somente será feliz, aquele que não constituir uma relação. Existem casais que são felizes, pois buscaram um equilíbrio na relação, uma forma de serem uma única pessoa quando imprimem o estado de casal e independentes com suas relações baseadas em respeito e cumplicidade.

Fato é que não fomos educados a buscar a nossa felicidade, se não constituída em valores como a relação conjugal ou ainda no próximo. Essa máxima é mais impetuosa com as mulheres que, desde cedo, são instruídas que somente serão felizes se constituírem casamento e uma família. Assim como existem os casais felizes, existem sim os solteiros felizes.

Sair sem dar satisfação, ir na casa de amigos sem depender de ninguém, curtir um cinema e rir sozinho, dividir suas opiniões com amigos, ter relacionamentos com pessoas diferentes e estar aberto a novas oportunidades de forma independente são motivos e formas de sermos felizes, mesmo estando sozinhos.

Assim como é possível sentir-se sozinho em meio a uma multidão, somente é feliz aquele que consegue sentir-se cheio de vida e repartir conquistas, vitórias, derrotas, dúvidas, amor e desejos, aquele que mesmo sem uma companhia ao seu lado, sabe rir de si mesmo sem depender de alguém, pois a felicidade não pode existir sob nenhuma condição, ela tem que vir da satisfação e do conforto próprio.

Ah essa tal felicidade…

A felicidade do “sozinho” pode ser conquistada, pois quando aprendemos que para ser feliz você precisa estar acompanhado, o estado de ser feliz nunca será pleno, pois quem ama e respeita a si próprio nunca está sozinho, pois não há carências, não há condições ou dependências. Logo, você já é feliz e quando encontramos uma pessoa que também o é , por condição própria, teremos a relação de felicidade plena e perfeita.

Quando aprendemos a ser feliz por nós mesmos, não existe mistério em compartilhar desse maravilhoso estado de espírito. (Foto: Shutterstock)

Pessoas felizes podem oferecer a felicidade e demonstrá-la, mas jamais vão pode compartilhar essa experiência de forma tão ampla com alguém. A felicidade é uma condição pessoal e, quando a temos, aí sim podemos deixar de buscá-la e tentar depositá-la em outra pessoa. Não queira ser feliz apenas com outra pessoa, apenas seja feliz onde você está agora.

As melhores coisas da vida, sempre iremos querer compartilhar e isso é maravilhoso, mas na grande maioria, nunca nos perguntamos como poderemos oferecer a felicidade para alguém, se já a estamos buscando em outra pessoa. Se a felicidade não está presente quando estamos sozinhos, como poderemos compartilhá-la com outras pessoas?

A felicidade não é condição

Quando compreendermos isso, iremos ver que não precisamos de uma condição para sermos felizes. Precisamos sim é de muita sinceridade com nós mesmos para que então enchamos o mundo de felicidade e de quem está a nossa volta.

O escritor russo Dostoievski ( 1821-1881) escreveu que ficar sozinho é uma “necessidade natural, como dormir e comer”.  O bom senso é levar uma vida com consciência e nunca transferir para o outro a responsabilidade da nossa vida e das nossas buscas.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook