Atualizado em: 29 julho 2015

Frases que marcaram a copa das confederações 2013

patriadechuteiras_divulgacao

Veja as frases mais marcantes da Copa das Confederações

Muita gente soltou o verbo, e lançou verdadeiras pérolas, confira a seguir algumas das frases mais engraçadas e em alguns casos revoltantes.

Frases que Marcaram a Copa das Confederações

“Balotelli tem a cor da pele e não é reconhecido como italiano. Não se passaria por italiano. Foi porque tem uma cor diferente dos outros”

publicidade:

Foi a afirmação solta por Cesare Prandelli, técnico da Itália este que apenas teria liberado o atacante Mario Balotelli para que pudesse deixar a concentração de Salvador durante uma tarde onde foi realizado uma série de protestos na cidade.

“Nós queríamos só um campinho para jogar. Não estamos pedindo muito”

Foi o que reclamou o jogador Lugano, sobre toda a dificuldade que se tinha em encontrar um estádio em boas condições para treino durante toda a estadia no Recife.

“Gostei dos protestos pelo Brasil. Acho que isso deixou o torneio mais quente. Gostei desta atmosfera”

Disse um grande ídolo japonês chamado Honda sobre toda a onda de protestos que tomou conta do Brasil durante os últimos meses.

“Até a mulher do Julio Cesar foi assaltada aqui!”


Citou Suishi Gonda, terceiro goleiro do Japão, devido toda a falta de segurança e ainda a desorganização da Copa das Confederações, nos jogos realizados em algumas cidades.

“O que vi no Brasil é que é um país pobre, muito pobre, e que está procurando por essas manifestações encontrar soluções”

Citação de Giaccherini ao tentar entender todas as manifestações que eram existentes no Brasil.

“Estou aqui para jogar futebol e não conhecer lugares”

Disse Marchisio sobre toda a falta de entusiasmo para conhecer os pontos turísticos do Brasil.

“A imprensa do Brasil continua pessimista. Deveria ser mais otimista com a seleção brasileira. Vocês se fixam na seleção espanhola como exemplo. Vocês não se fixam como a imprensa deles torce pela seleção. Aqui é só ferro”

Disse Daniel Alves sobre a cobertura da imprensa brasileira sobre o próprio Brasil.

“Somos o Brasil do presente. Nós temos mais a perder do que o Brasil. Somos o rival a ser batido”

Citou Fernando Torres sem qualquer tipo de modéstia, na atual condição da seleção espanhola.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook