Atualizado em: 20 maio 2013

Frases de Arnaldo Jabor

O Seu primeiro longa metragem foi o inovador documentário Opinião Pública (1967), uma espécie de mosaico sobre como o brasileiro olha sua própria realidade.
Você Sabia?
Santos Dumont projetou, construiu e voou os primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina. Esse mérito lhe é garantido internacionalmente pela conquista do Prêmio Deutsch em 1901, quando em um voo contornou a Torre Eiffel com o seu dirigível Nº 6.
Frases de Arnaldo Jabor

Foto Divulgação: (Arnaldo Jabor).

Arnaldo Jabor, vocês sabem de quem estamos falando? pois bem, aos que não o conhecem, estamos falando de um ótimo cineastra crítico e escritor brasileiro.

Sobre Arnaldo Jabor

  • Nascido em 12 de dezembro de 1940 no Rio de Janeiro, Arnaldo Jabor, é também um ótimo escritor. Considerado como uma grande referência para as pessoas que realmente admiram o seu trabalho, ele é sem dúvidas, uma das pessoas mais citadas na TV, Rádio, Jornais e por ai vai.
  • Formado no ambiente do Cinema Novo, Jabor participou da segunda fase do movimento, que buscava analisar a realidade nacional, inspirando-se no neo-realismo italiano e na nouvelle vague francesa. Em pesquisas, pode-se dizer que ele é sem dúvidas uma das pessoas mais importantes para as pessoas em questões de cinema e por ai vai.
  • O Seu primeiro longa metragem foi o inovador documentário Opinião Pública (1967), uma espécie de mosaico sobre como o brasileiro olha sua própria realidade.

Sucesso de Jabor

Dentre milhares de frases e pensamentos que ele mesmo formaliza, o cineastra está sempre se demonstrando como uma das pessoas que, na época dos anos 70, com o recrudescimento da repressão política e da censura, os antigos autores cinemanovistas procuram caminhos metafóricos, alegóricos, para driblar a ação do governo e poder expor suas propostas. Jabor faz o mesmo com Pindorama (1970).

publicidade:

N época dos anos 90, por força das circunstâncias ditadas pelo governo Fernando Collor de Mello, Arnaldo Jabor foi quem sucateou a produção cinematográfica nacional, onde naquela época ele foi obrigado a procurar novos rumos e encontrou na imprensa o seu ganha-pão.

Estreou como colunista de O Globo no final de 1995 e mais tarde levou para a Rede Globo, no Jornal Nacional, Jornal da Globo e no Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Fantástico e também para a Rádio CBN, o estilo irônico com que comenta os fatos da atualidade brasileira.

Seus dois últimos livros Amor É prosa, Sexo É poesia (Editora Objetiva, 2004) e Pornopolítica (Editora Objetiva, 2006) se tornaram best-sellers instantâneos.


Frases

No dia 3 de novembro de 2009, o próprio autor escreveu uma coluna negando essas autorias e fazendo uma crítica sobre o assunto. Pra finalizar, vamos fechar com chave de ouro, citando algumas das frases mais conhecidas do Arnaldo Jabor, caso queiram saber mais sobre a vida dela, acessem ( ).

– Na época de ‘Pindorama’, tinha 27 anos e nunca tinha dirigido um ator. Incrível como deram dinheiro para um estreante fazer um filme histórico!

– Lembro que eu e meu amigo, na nossa infância, nos excitávamos com os livros de medicina legal do pai dele.

– Cachaça é a metafísica do pobre que, sem saber, está amarrado a tradições de milênios.

– A globalização é a invasão do capitalismo moderno e mais privatista. Isso gera modificações na economia, nas administrações pública e privada e na ética das negociações. Essa é uma das grandes conquistas desse modelo.

– A bunda virou um instrumento de ascensão social. Nossas pobres meninas românticas, pensando em amor e filhos, lutam por um lugar ao sol e são obrigadas a rebolados cada vez mais desbragados (…). A bunda hoje é um capital.

– A derrota de ACM abre uma nova era na política do Brasil, o fim do coronelismo vaidoso e autoritário.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook