Atualizado em: 14 outubro 2011

Tiranossauro Rex era maior do que se achava

"Em seu momento mais rápido de crescimento, em seus anos de adolescência, ganhavam 5 quilos por dia", disseram os cientistas responsáveis pelo estudo.
Fósseis do tiranossauro "Sue" no Chicago Field Museum

Fósseis do tiranossauro "Sue" no Chicago Field Museum

O Tiranossauro Rex crescia mais rápido e era mais pesado do que se pensava, sugerindo que o temido predador teria sido um adolescente voraz, afirmaram cientistas britânicos e norte-americanos.

Usando imagens tridimensionais a laser e modelagem por computador, os cientistas estimaram o peso de cinco espécimes de Tiranossauro, incluindo a “Sue” do Chicago Field Museum, o maior e mais completo esqueleto de dinossauro conhecido.

publicidade:

30 por cento mais pesado

Eles concluíram que “Sue”, que vagava pelas Grandes Planícies da América do Norte há 67 milhões anos, teria pesado mais de 9 toneladas, ou cerca de 30 por cento mais do que o esperado.

Enquanto isso, o espécime menor e mais jovem, pesava menos do que se pensava, o que lança nova luz sobre a biologia dos animais e indica que o Tiranossauro crescia mais de duas vezes mais rápido entre os anos 10 e 15 anos, como sugerido em um estudo realizado há cinco anos.

Tiranossauro ganhava 5 quilos por dia na adolescência

“Em seu momento mais rápido de crescimento, em seus anos de adolescência, ganhavam 5 quilos por dia”, disse John Hutchinson do Royal Veterinary College, em Londres.

Os Hadrossauros, ou dinossauros bico de pato eram herbívoros comuns que viveram junto com os Tiranossauros. Eles eram o alimento obvio para carnívoros gigantes, fornecendo a estes, uma farta dieta.

Grande habitat e relativamente raros

A grande apetite significa que o Tiranossauro Rex teria precisado de um grande habitat e provavelmente foram relativamente raros. Seu rápido crescimento também sugere que ele deve ter tido uma alta taxa metabólica, o que alimenta a ideia de que eram de sangue quente.

Método digital

Os pesquisadores, liderados por Hutchinson e Peter Makovicky, do Field Museu, usaram imagens de esqueletos para construir modelos digitais e então adicionaram carne, usando a estrutura dos tecidos moles de aves e crocodilos como referência.

O Tiranossauro Rex é um dos animais pré-históricos mais estudados pela ciência.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook