Atualizado em: 29 junho 2011

Sony faz mudanças no alto escalão

Sony evita demitir seus executivos e se limita a remanejá-los internamente, após a série devastadora de ataques hacker bem sucedidos contra a empresa japonesa.

Sony faz mudanças no alto escalãoNem a perda de dados de cerca de 100 milhões de usuários, semanas sem o serviço PlayStation Network, a perda de credibilidade após a onda de ataques hacker e a crise que precedeu tudo isso, foi capaz de causar demissões entre os executivos da Sony, que tenta se recuperar de um dos ataques mais devastadores já registrados nos últimos anos.

As primeiras mudanças que chegam, parecem mais promoções do que medidas punitivas. Kazuo Hirai, considerado o possível herdeiro  para liderar o grupo, deixará seu posto no comando da Sony Computer Entertainment (SCEI), a divisão de jogos da empresa, para assumir a presidência da eSCEI.

publicidade:

Sua posição anterior como chefe da divisão de videogame será ocupada pelo britânico Andrew House (irmão do Dr. House?), até agora responsável pela divisão europeia, que será o primeiro CEO ocidental da divisão. O presidente atual da SCEI, Akira Sato, tem planos de se aposentar em agosto.

O presidente e CEO da Sony, Howard Stringer, vai continuar no cargo apesar dos fortes apelos para sua demissão, inclusive na reunião geral de acionistas.

Talvez para limpar sua imagem, a empresa anunciou que Stringer teve seu salário reduzido em 16 por cento no ano passado, o terceiro corte consecutivo da empresa, algo que poderia convencer os investidores de seu compromisso com o futuro da Sony.

Enquanto isso, muitos usuários da Sony se mostram preocupados em confiar novamente na empresa depois que especialistas puderam comprovar que seus executivos tinham conhecimento que o sistema era inseguro e nada fizeram para resguardar as informações dos seus clientes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook