Atualizado em: 18 abril 2011

Sites de Anime divulgam seus vídeos no Facebook

Sites especialiados em animes usam o Facebook para divulgar séries completas de seus episódios. É grátis, simples e barato. E os direitos autorais?

facebookExiste controle suficiente do Facebook sobre o conteúdo com direitos autorais? Surgiram dúvidas sobre coleções completas de animes enviadas para seus servidores.

O Facebook oferece um ambiente muito propício para compartilhar vídeos, e parece ter se tornado o lugar ideal para subir e disponibilizar “séries” on-line . É gratuito, fácil de carregar o conteúdo, não há limite de quantidade e qualidade e oferece rápido tempo de carregamento para o usuário.

publicidade:

ANIMES A UM CLIQUE

Além de casos esporádicos, a exemplos de casos surpreendentes como o Anime ID. Este site oferece centenas de séries de animação japonesa para visualização gratuita por streaming a partir da rede.

O Anime ID, geralmente oferece vídeos em duas plataformas: o YouTube, maioria dos links da página, e Facebook. Na verdade, a rede se tornou a sua principal plataforma para a publicação da série. Eles são responsáveis ​​por carregar toda a série, tanto em japonês com legendas, com em outros idiomas. Para gravar os seus trabalhos, muitos deles deixam a marca d’água do seu site.

Devido a limitação de 20 minutos de vídeo, a série divide-se em muitos pedaços, tantos quantos necessário, e usa um reprodutor único que faz referência as outras partes através de abas, uma ótima ideia para aumentar a usabilidade do site.

É LEGAL OU ILEGAL?

No debate sobre a pirataria e direitos autorais na rede, há visões diferentes sobre o que é crime e o que não. Em vários países a partilha não é ilegal, nem são as páginas que apontam para o conteúdo. A falha, portanto, reside em que hospeda o conteúdo, bem como no aspecto da distribuição de lucros.

Neste caso, os sites de anime usam o Facebook como uma plataforma para publicar os seus vídeos e oferecê-los aos seus leitores, por isso não é diretamente responsável por esse conteúdo publicado sem licença. Como os tribunais têm decidido em vários países em conflitos semelhantes, o Facebook é responsável por aquilo que os seus usuários mantém em seus perfis e também de remover o conteúdo protegido por direitos autorais, embora o fato da Anime ID ter receita de publicidade poderia mudar o foco do debate.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook