Atualizado em: 30 setembro 2011

Samsung quer impedir venda do iPhone 5 em todo o mundo

O mais novo capítulo da longa e desgastante guerra de patentes entre as duas empresas, promete agora proibir as vendas do iPhone 5 em todo o mundo.
Dr. Evil, personagem dos filmes de Austin Powers

Dr. Evil, personagem dos filmes de Austin Powers

A sul-coreana Samsung anunciou que pedirá a proibição da venda do iPhone 5 da Apple em todo o mundo, em mais um capítulo da guerra de patentes em que ambas as empresas estão empenhadas.

O iPhone deve ser apresentado no próximo dia 4 de outubro, mas a sua estreia pode ser ofuscada se a Samsung obter êxito na petição legal que pretende suspender as vendas dos novos smartphones da empresa fundada por Steve Jobs. Assim, a Samsung muda de estratégia na sua disputa de patentes com a empresa norte-americana.

publicidade:

Apesar das demandas que a Apple apresentou contra os sul-coreanos, a empresa da Califórnia utiliza tecnologia da Samsung para a fabricação de dispositivos como o iPad ou o iPhone. Na verdade, a Apple era a maior cliente da divisão de semicondutores da Samsung até poucos dias atrás, quando decidiu romper o contrato.

Os executivos da Samsung dizem que até agora não cobraram royalts das licenças para a Apple usar suas patentes, porque a cada ano, o contrato de fornecimento dos processadores gerava uma receita de 6,3 bilhões de euros, mas eles alertam que essa situação pode mudar. Na verdade, eu penso que a Samsung não irá desprezar um valor tão significativo.

A briga entre as duas empresas esquentou depois que as vendas da linha Galaxy da Samsung aumentaram exponencialmente, tornando o Samsung Galaxy Tab 10.1 o maior concorrente do iPad 2 e o Samsung Galaxy S2 o maior concorrente do iPhone 4 que sequer foi lançado.

Os usuários satisfeitos dos dispositivos da Samsung aumentam a cada dia. Em blogs e fóruns é possível ver inúmeras declarações destes clientes ratificando sua escolha, em detrimento dos produtos da Apple.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook