Atualizado em: 6 setembro 2011

Salvatore Licitra morre em acidente de moto

Após quase dez dias internado, ele não resistiu e morreu nesta segunda-feira (5), aos 43 anos, no Hospital Garibaldi, região da Sicília.

Devido a um acidente de moto, o sucessor de Luciano Pavarotti, Salvatore Licitra, um dos nomes mais importantes da ópera do país, ficou internado desde o dia 27 de agosto, quando ficou gravemente ferido. Após quase dez dias, ele não resistiu e morreu nesta segunda-feira (5), aos 43 anos, no Hospital Garibaldi, região da Sicília.

O acidente aconteceu porque ele acabou perdendo o controle da moto devido ter sofrido uma hemorragia cerebral no momento. O tenor foi levado ao hospital em estado crítico, diagnosticado com traumatismo craniano e torácico. Ele foi submetido a uma cirurgia de emergência para retirada de um coágulo no cérebro, mas mesmo assim não resistiu.

publicidade:

Segundo o relatório médico, uma isquemia cerebral provocou a falta de irrigação no cérebro e fez com que Licitra perdesse o controle do moto. No hospital, o cantor não conseguiu superar as múltiplas complicações e morreu. Segundo a imprensa italiana, a família do tenor optou pela doação dos órgãos. Uma celebração será realizada no teatro Vincenzo Bellini, na Catânia, para que fãs, amigos e parentes possam prestar tributo ao artista.

Conhecido como tenor italiano, Salvatore nasceu na Suiça e começou como tenor no Teatro Régio de Parma com a ópera “Um ballo in Maschera”, de Giuseppe Verdi, em 1998. O reconhecimento mundial do seu trabalho veio no ano de 2002, quando estreou no Metropolitan Opera, em Nova York. Na ocasião, substituiu Luciano Pavarotti em “Tosca”, apresentando-se para mais de 3 mil espectadores, onde fora ovacionado pelo público.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook