Atualizado em: 31 janeiro 2012

Reintegração de posse na favela Savoy em Carapicuíba

De acordo com informações, no último dia 25, os moradores da favela receberam a notificação da PM sobre a reintegração, marcada para começar às 6h de uma terça-feira!
Reintegração de posse na favela Savoy em Carapicuíba (2)

Foto Divulgação: (Favela Savoy em Carapicuíba).

Mais do que muitas pessoas imaginem, quando se tratar do assunto sobre moradia, sem dúvidas, é algo que muitos se apavoram na hora de lutarem pelos seus direitos, ainda mais, tratando-se de moradias como na favela, algo que a cada dia, o estado tem brigado com os moradores.

Sobre o Local

Se não sabem, o Brasil, é um país muito rico, porém, nem sempre as oportunidades de viver bem, vão para todos, algo que, se formos pensar de maneira exata, é algo muito triste, e muitos sabem disso.

publicidade:

Hoje, a grande maioria de pessoa que, enfim, buscam oportunidades de abrigo, sem dúvidas, se não conseguem morar em casas normais pagando ao menos um aluguel, automaticamente, vão morar na favela, um lugar, onde não só os moradores próximos, como muitas outras pessoas que por lá aparecem pedem um espaço para morar também!

Em Carapicuíba – SP, há uma grande quantidade de pessoas que não conseguiram uma boa estabilidade de vida, não tiveram o suporte merecido, onde acabam apelando para as favelas ao redor do município.

A Reintegração de Posse

A reintegração deve acontecer através de uma ação que irá envolver a Polícia Militar, onde um terreno de 300 mil m², onde fica a favela do Savoy desde 2003 será desocupado.

De acordo com informações divulgadas nesta terça-feira (31) pelo site Rede Bom Dia, haverá uma reintegração de posse para os próximos dias.

Segundo a nota, no próximo dia 6 de março, os cerca de cinco mil moradores que constituem as cinco mil famílias da favela do Savoy, em Carapicuíba, irão perder o lugar onde moram.

Segundo informações, no mesmo ano em que a favela surgiu, em 2003, houve também, uma invasão da favela do Pinheirinho, em São José dos Campos, e que também foi desocupada no último dia 22 pela PM e pela guarda municipal numa operação que mais pareceu uma praça de guerra e recebeu críticas até da presidente Dilma Rousseff.

Reintegração de posse na favela Savoy em Carapicuíba (1)

Foto Divulgação: (Favela Jaguaré).

Como em muitos outros locais considerados como favela, sem dúvidas, é algo muito difícil de ser resolvido, ou seja, algo como por exemplo, caminhar pelas vielas, seja ou não da favela da Savoy, onde requer equilíbrio e atenção redobrada.

O terreno de terra batida é irregular e íngreme. Ratos, entulho e esgosto a céu aberto estreitam ainda mais o caminho. Porém, foi a única opção que  as famílias encontraram para escapar do aluguel.

De acordo com informações e relatos de moradores próximos, disseram que naquela lugar, tratava-se de “uma mata fechada, onde aconteciam estupros e era muito perigoso”.

Os moradores das favelas vizinhas que moravam de aluguel se uniram e invadiram. Foram semanas limpando o terreno  removendo a  terra. Até as crianças ajudaram”, contou a recepcionista Nilda dos Santos, 38 anos.

A Savoy Imobiliária

A Savoy Imobiliária Construtora administra o terreno e entrou na Justiça pela reintegração de posse. Desde 2005, em nome dos herdeiros do terreno, a Savoy tenta a desocupação da favela que ganhou o mesmo da empresa.

De acordo com Otávio Caetano, o advogado da Imobiliária Savoy: “Não se pode ignorar a lei para reconhecer um direito. Entendo que as pessoas têm o direito à moradia, porém elas devem pleitear isto junto ao poder público e não invadir uma área privada”, disse!

Enfim, no último dia 25, os moradores da favela receberam a notificação da PM sobre a reintegração, marcada para começar às 6h de uma terça-feira.

Em um relato emocionante de um morador, ele diz: “A minha mulher não consegue mais dormir. Ela passa o tempo todo apreensiva contando os dias e as horas para a destruição de todos os nossos sonhos”, disse  o auxiliar de limpeza Renildo da Silva, 54 anos, e que mora há cinco anos na favela.
Mais informações: (www.redebomdia.com.br).

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook