Atualizado em: 1 setembro 2011

PT não quer se aliar com a oposição em 2012

Acontecerá entre sexta-feira e domingo em Brasília, o 4º Congresso Nacional do PT, que deve aprovar uma resolução política que proíbe coligações com os três partidos da oposição nas eleições de 2012

Mais próximo do que nunca das eleições municipais de 2012, o PT tenta içar o mais longe possível da oposição e cuidar para não se coligar a eles que são o PSDB, DEM e PPS. Para isso, acontecerá entre sexta-feira e domingo em Brasília, o 4º Congresso Nacional do PT, que deve aprovar uma resolução política que proíbe coligações com os três partidos da oposição nas eleições municipais do ano que vem.

Para quem acha que PT e PSDB são oposição em todos os estados, assim como São Paulo, que é onde a briga é mais forte, se enganou. Em Belo Horizonte, Minas Gerais, por exemplo, PT e PSDB fazem parte da coligação que elegeu o prefeito Márcio Lacerda (PSB). Para esse tipo de caso, as coligações serão avaliadas pelas executivas estaduais do partido.

publicidade:

O PT quer mostrar bem a diferença entre os dois partidos, pestistas e tucanos, principalmente mostrando o atual cenário do Brasil, devendo aproveitar o desempenho na área econômica como peça eleitoral. A resolução política vai mostrar que, enquanto o País sofria efeitos devastadores a cada crise internacional durante o governo FHC, o “modo petista de governar” implantado por Lula não apenas gerou crescimento econômico e distribuição de renda como reduziu a vulnerabilidade.

De acordo com o Ultimo Segundo, portal IG, a “faxina” feita por Dilma na Esplanada dos Ministérios ganhará uma menção breve com a ressalva de que a presidenta apenas dá continuidade às medidas moralizadoras iniciadas no governo Lula. Segundo dirigentes, nem de longe a “faxina” será o centro dos debates no congresso petista. Os temas centrais dizem respeito ao funcionamento do partido.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook