Atualizado em: 16 agosto 2011

Professores de escolas públicas fazem paralisação nacional

Professores param suas atividades e lutam pelos seus direitos. De acordo com a lei, professores públicos devem receber mais que R$950,00 de acordo com sua carga horária e com sua formação. Mas não é isso que vem acontecendo, o que leva os professores as ruas para lutar pelo direito deles.

Revoltados, professores da rede pública de ensino resolveram reivindicar os seus diretos nessa terça-feira, 16 de agosto. Professores entram em greve devido o não cumprimento da lei que reavaliou o piso salarial dos professores. Com a lei aprovada, muitos professores esperavam a sua aplicação, quando então não a tiveram.

Lei do Piso salarial

Essa lei do Piso salarial dos professores foi sancionada no ano de 2008, determinando que professores do setor público que trabalhem 40 horas semanais e que possuem níveo médio completo não devem ganhar menos que R$950,00.  Desde então, o valor do piso salarial corrigido é de R$1.187,00. Ainda em 2008, alguns governantes entraram com pedido no Supremo Tribunal Federal para reavaliar a lei do piso e somente neste ano que a lei foi aprovada.

publicidade:

A partir disso, a lei foi aprovada mas não houve aplicação da mesma. Por isso, professores da rede pública reivindicam desde o primeiro semestre deste ano em busca da aplicação da lei.

Descaso com professores

De acordo com relatos de professores que buscam a aplicação da lei, isso tudo que está acontecendo é um descaso com os profissionais do magistério, impedindo que muitos jovens frente a isso optem por outras profissiões, por se sentirem desmotivados para seguir a carreira do magistério, que sempre pareceu um sonho para muitos.

“É uma teimosia e um descaso dos gestores em cumprir essa lei, o que caracteriza falta de respeito com o educador. Prefeitos e governadores estão ensinando a população a desrespeitar a lei quando não cumprem ou buscam subterfúgios para não cumprir”, relata Roberto Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

A desculpa dada pelos responsáveis é que faltam recursos para pagar o que a lei pede. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) realizou um levantamento de valores para verificar a existência ou não de recursos e como andaram os pagamentos à professores em outros anos. A CNM viu que com 1.641 prefeituras, a média salarial paga a professores de nível médio variou,  entre R$ 587 e R$ 1.011,39, no ano de 2010. Para professores com nível superior, o piso variou entre R$ 731,84 e R$ 1.299,59.

Ainda sem solução, os professores continuam lutando pelos seus direitos de ganhar o mínimo que sua profissão exige.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook