Atualizado em: 14 março 2013

Polêmicas e Declarações de Marco Feliciano – Pastor e Dep. Federal

Conheça mais sobre as polemicas e declarações que envolver o Pastor e também Deputado Federal, Marco Feliciano que é o presidente da Comissão de Direitos Humanos.
Você Sabia?
Ele nasceu em Orlândia, no ano de 1972, em 2 de outubro. Ele tem seu primeiro mandato como deputado, iniciado no dia 1° de fevereiro de 2011.
Marco Feliciano 01

O Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano na Câmara.

Em um culto em sua igreja evangélica em Ribeirão Preto, em São Paulo, ontem, segunda-feira, dia 11, o pastor e deputado federal Marco Feliciano do PSC, criticou os ataques que está sofrendo desde que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, em Brasília, Distrito Federal, esse mês.

Em um encontro com trinta pastores na Catedral de Avivamento, da Assembleia de Deus. Foi proibida a entrada de câmeras aos jornalistas, o deputado exaltou aos fiéis a sua história pessoal em contraponto aos protestos, como acontecia do lado de fora ao mesmo tempo, por volta das 20h30min.

publicidade:

O Deputado falou…

O Deputado Feliciano disse em seu perfil oficial no Twitter:

“Não se pode medir um homem com 140 caracteres de Twitter”

Ele se referiu as declarações que fez sobre os homossexuais e negros no ano de 2011. E disse que contribuiu para a recente onda de protestos. Na época o deputado causou polêmica em escrever sobre o continente africano e da podridão dos sentimentos homo afetivos levando ao ódio, ao crime e á rejeição.

Origem

Feliciano falou que teve origem humilde e fez missões por todo o mundo, inclusive no continente africano, ele disse que a vida não foi fácil, não se envergonha do que é e não se envergonha da sua mãe que é negra e disse que nunca praticou violência contra quem quer que seja.
As manifestações que o Deputado acumula contra si mesmo foram classificadas por ele como um ativismo inconsequente e um teatro onde querem perseguir um homem por causa de sua fé. Além disso, de acordo com ele, os protestos têm atraído pessoas que são contra a liberdade religiosa e de pensamento. Feliciano disse que se não fizermos alguma coisa agora, voltaremos ao tempo de inquisição.

O politico também falou que embora seja deputado, nunca deixará de ser um pastor e que quer deixar um legado de luta contra a opressão. Na qual ele combate como, por exemplo, a educação sexual para crianças de até 6 anos de idade. Ele disse que o povo o colocou para defender preceitos cristãos. Disse ele sobre os 212 mil votos recebidos nas últimas eleições que o levaram á Câmara.

Declarações do Deputado

“Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é a polemica. Não Sejam Irresponsáveis twitters.”

“Se este é o intuito escuso de alguns, não é o nosso. O meu é promover a paz e trabalhar pelo meu país, sempre respeitando meu Senhor.”

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook