Atualizado em: 30 setembro 2011

Parlamento do Canadá diminui os seios de deputada

Nascida no Sri Lanka, Rathika é a primeira deputada de origem tâmil na história do Parlamento canadense e, aos 29 anos. Os seios da deputada ganharam o mundo.
Foto original a esquerda e a foto manipulada a direita

Foto original a esquerda e a foto manipulada a direita

A foto oficial de uma parlamentar canadense foi retocada para diminuir os proeminentes seios da bela deputada Rathika Sitsabaiesan. O pequeno detalhe se tornou objeto de discussões na mídia mundial após um blog divulgar a foto original, expondo a manipulação.

Sitsabaiesan é a primeira deputada do parlamento canadense de origem tâmil. Ela é responsável por um resultado eleitoral histórico que alcançou o Novo Partido Democrático nas eleições de maio, quando pulou de apenas 36 para 103 cadeiras.

publicidade:

Com 29 anos, a deputada que aparece um pouco acima do peso em outras fotos disponíveis na web, tem um sorriso carismático e seus seios parecem ter sido objeto de censura por parte do parlamento do Canadá.

Até mesmo na Wikipédia, a foto de Rathika é a mesma que foi modificada. Tanto a deputada, quanto o parlamento canadense, não se manifestaram sobre o assunto, pelo que, não sabemos se os seios de Rathika são um incômodo para ela própria ou para algum censor do governo.

A manipulação foi descoberta pelo jornalista Parker Donham, especializado em relações públicas, e posteriormente publicada em inúmeros sites de grande porte.

Antes de ser criticado, Donham disse que se tivesse descoberto um retoque fotográfico na imagem de algum dos colegas masculinos da parlamentar, teria agido da mesma forma.

Enquanto no Canadá a preocupação é um decote, no Brasil é o decoro.

Veja algumas fotos de Rathika Sitsabaiesan

A foto manipulada de Rathika, com seios menores

A foto manipulada de Rathika, com seios menores

Rathika Sitsabaiesan

Rathika Sitsabaiesan

Rathika Sitsabaiesan

Rathika Sitsabaiesan

Rathika Sitsabaiesan

Rathika Sitsabaiesan

Fonte: The Huffington Post Blog

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook