Atualizado em: 3 outubro 2011

Ordem para fechar shopping Center Norte continua

O prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab informou que a ordem para interditar o Shopping Center Norte continua até hoje, exigindo que o shopping implante pelo menos 8 drenos em no máximo 20 dias, para eliminação do gás metano.
Shopping Center Norte

Cerca de 100 mil pessoas passam diariamente pelo Center Norte, que tem perigo de explodir devido à alta concentração de gás. (Foto: Divulgação)

Prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab relatou que a ordem para interdição do Shopping Center Norte, o maior shopping de São Paulo continua. De acordo com o prefeito, shopping deve fechar as portas até hoje, dia 30/09, devido a irregularidade em relação a um possível risco de explosão.

Segundo a Prefeitura da cidade de São Paulo, a ordem só será revertida caso o órgão ambiental paulista, Cetesb, atestar e comprovar que não há riscos de explosão no local do shopping, mais especificamente na região do Lar Center e do Expo Center Norte. Na ultima quarta-feira (28/09) foram mandados técnicos ao local visando manter um controle e tranquilizar a população, dizendo que não há tempo hábil para controlar totalmente o risco de explosões no local até hoje (30/09).

publicidade:

Ainda nesta semana, os responsáveis pelo maior shopping da cidade informou que tomaria as devidas medidas legais para impedir o fechamento do Center Norte. Já como medida para impedir o fechamento, os responsáveis assinaram o TAC, Termo de Ajustamento de Conduta, que obriga o shopping a instalar oito drenos em no máximo 20 dias para expelir o gás contido abaixo do shopping.

Entenda o caso

O Shopping Center Norte foi construído na década de 80 sobre um lixão antigo. Conforme o tempo foi passando, o lixo contido embaixo da construção foi liberando gás metano, que é altamente inflamável. Frente a isso, a Cetesb realizou a medição da taxa de gás no local, que acabou ultrapassando a taxa máxima permitida.

O estabelecimento, que tem 331 lojas e estacionamento com capacidade para 7.000 vagas, recebeu uma autuação para impedir o seu funcionamento, visando proteger as 100 mil pessoas que passam diariamente pelo local, frente ao perigo de explosão.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook