Atualizado em: 25 julho 2011

O Terror na Noruega

O país foi alvo de explosões que praticamente destruíram um quarteirão, onde fica vários prédios do governo, no centro, em Oslo.

Nesta sexta-feira, 22 de julho, a Noruega sofre um ataque duplo, no qual, ao total já chegam a 92 mortos – 7 vítimas devido a bomba, e 85 ao massacre.

O primeiro foi a explosão de uma bomba que atingiu prédios do governo da Noruega, em Oslo, capital do país, no qual, matou 7 pessoas e deixou várias feridas gravemente. Além das bombas, um homem abriu fogo em um comício do Partido Trabalhista na mesma cidade. Para a polícia tudo indica que um fato esteja ligado ao outro.

publicidade:

A bomba fez grande estrago em todo o quarteirão que fora atacado, onde estão localizados vários prédios do governo, inclusive o escritório do premiê, Jens Stoltenberg, onde ele não estava presente, portanto se encontra totalmente ileso.

A explosão estilhaçou as janelas de 17 andares onde fica o gabinete de Stoltenberg. Além também de danificar vários outros prédios, inclusive um dos afetados foi a redação do jornal de grande circulação “Verdens Gang.

A polícia ainda não sabe ao certo como tudo isso aconteceu, mas suspeitam de que tenha sido um carro bomba, porque foi visto um carro em alta velocidade na região pouco antes do ataque.

Forças de segurança retiraram as pessoas da área, temendo uma outra explosão. Há imagens, em que mostram o desespero das pessoas correndo nas ruas e saindo dos prédios atingidos, mas uma fonte do governo disse à BBC que ainda haveria pessoas
presas dentro dos prédios atingidos. O medo ainda ronda na cidade, principalmente pelo centro, devido a possibilidade de haver ainda mais explosões.

De fato, é uma situação muito grave e a região está um caos, pelo menos é o que parece pelas imagens divulgadas. São pessoas ensangüentadas e ambulâncias correndo.

Novo Ataque

A população estava com medo de um novo ataque, e tinham a razão por estar assim. Afinal ocorreu outro ataque onde o número de vítimas foi bem maior. 85 pessoas morreram na ilha de Utoya, atingidas por um atirador  Isso aconteceu às 10h30 de Brasília, duas horas depois do atentado a bomba no complexo governamental de Oslo.

O premiê, Jens Stoltenberg, declarou que essa “é a maior tragédia desde a Segunda Guerra Mundial”.

Suspeitas

A polícia divulgou sobre o suporto autor do massacre, detido após sua ação na ilha, é um norueguês de 32 anos com contatos com a extrema-direita. EM sua casa fora encontrado conteúdo ultradireitista e anti-islã. MAs de acordo com as investigações ele teria agido sozinho.

Há suspeitas também de que esse ocorrido seja um ataque terrorista. Caso seja, esse fora o maior que já aconteceu no país. Os motivos do possível terrorismo seria devido sua
participação na guerra do Afeganistão, por ser membro da Otan. Por isso, o país, onde a violência política não é comum, estava sofrendo ameaças vagas da rede terrorista da al-Qaeda.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook