Atualizado em: 12 agosto 2011

Ministério do Turismo ensina a fazer uma ONG de fachada

Quando se espera que um Ministério faça o certo, faz ao contrário. Saiba como o secretário-executivo do Ministério do Turismo ensina a fazer uma ONG de fachada.

O secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva Costa foi pego nessa quarta-feira, 10 de agosto, orientando um empresário a montar uma entidade de fachada para fechar um convênio com o governo federal. O flagrante foi através de uma escuta telefônica da Operação Voucher obtida pelo Estado.

De acordo com a Polícia Federal, a conversa ocorreu no dia 20 de julho deste ano. “O
importante é a fachada e tem que ser uma coisa moderna que inspira confiança em relação ao tamanho das coisas que vocês estão fazendo”, disse o secretário-executivo ao empresário, segundo a polícia.

publicidade:

O secretário afirmou que as gravações foram pegas fora de contexto, portanto, quis dizer que o que está gravado não é bem o que deu a entender, para que você próprio tire suas conclusões, veja um trecho da conversa:

“Pega um negócio ai pra chamar a atenção, assim, de porte, por três meses (…). Mas é
pra ontem! Que se alguém aparecer para tirar uma foto lá nos próximos dois dias, as chances são altas”, afirmou Frederico, segundo a investigação. “Pega um prédio moderno ai, meio andar, diz que tá com uma sede que está em construção, mas por enquanto”, orientou o secretário.

Frederico e Fábio de Mello foram presos nesse dia 9. Mello como dono da Sinc Recursos Humanos, uma das empresas de fachada que, segundo os autos, recebeu dinheiro do Ibrasi, ONG fantasma contratada pelo Turismo que gerou a operação da Polícia Federal.

Agora, é esperar pra ver se o segundo “cara” do Ministério do Turismo vai continuar
muito tempo preso.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook