Atualizado em: 6 agosto 2011

Microsoft e Google brigam por patentes

Executivos da Google e Microsoft trocam acusações usando o Twitter e o blog da Google. Uma proposta de aquisição conjunta de patentes relacionadas com o Android é o pivô da discussão.

microsoft-google-fightA Microsoft não ficou de braços cruzados após as acusações feitas pela Google sobre sua forma de aquisição de patentes. A empresa por trás do buscador afirmou que as aquisições feitas por companhias como a Apple, Oracle ou a Microsoft tinham o único objetivo de encarecer os telefones Android e retardar sua inovação.

Estas acusações foram feitas por David Drummond , vice-presidente sênior e chefe da equipe jurídica da Google, no blog da empresa. Inicialmente, Drummond chegou a falar de uma “campanha hostil organizada pela Microsoft, Oracle, Apple e outras empresas” levada a efeito com patentes “enganosas”.

publicidade:

Por sua vez, a Microsoft decidiu responder à Google. Especificamente, através de Brad Smith, conselheiro geral da Microsoft, e Frank Shaw, chefe de comunicação da empresa. Ambos usaram o Twitter usado para dar suas respostas.

Smith disse a Microsoft propôs à Google “adquirir em conjunto” as patentes da Novell (uma das razões que desencadeou a disputa) e “disseram que não”.

Brad Smith  bradsmi  no Twitter

Enquanto isso, Shaw se dirigiu a Drummond em vários tweets. No primeiro deles, deu um “conselho gratuito”: falar com Kent Walker (vice-presidente sênior e conselheiro geral da Google) “antes de blogar”.

Em seguida, anexou uma captura de tela de um e-mail escrito por Walker em que ele pediu desculpas porque, depois de falar, ponderou que “uma compra conjunta não seria aconselhável” para eles, embora tenha apreciado o contato feito com sua companhia.

Estas mensagens fizeram com que Drummond atualizasse seu post no blog da Google. Ele explica que é “óbvio” o motivo deles rejeitarem a oferta da Microsoft. Segundo ele, o objetivo seria evitar que os fabricantes de celulares Android possam vir a ter acesso a patentes que poderiam ser usadas ​​para se defender de seus ataques.

“Uma aquisição conjunta de patentes da Novell que desse a todos os envolvidos uma licença, removeria qualquer proteção que essas patentes poderiam oferecer ao Android contra ataques da Microsoft e seus parceiros envolvidos nesta proposta”, disse Drummond.

Mas a disputa não termina aqui. Antes destas novas alegações, Frank Shaw respondeu novamente à Google.

“Oferecemos à Google uma oportunidade de se associarem a nós para adquirirmos as patentes da Novell, e disseram que não. Por quê? Porque queriam comprar algo que poderiam usar para se impor sobre alguém. Portanto, se aliar com os outros e reduzir a responsabilidade por patentes na indústria não é algo que eles queriam ajudar a fazer”.

Até agora não houve resposta da Google. O que está claro é que essa polêmica não está fazendo bem qualquer das empresas. Lembra aquelas trocas de declarações entre artistas exaustivamente exploradas por programas televisivos de gosto duvidoso.

Fontes: Twitter | Google Blog

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook