Atualizado em: 3 outubro 2013

Médicos formados com investimento público terão de trabalhar no SUS

Para você que não sabe o Governo seleciona 715 médicos formados fora do Brasil para o SUS, portanto fique ligado as informações abaixo.
Você Sabia?
Que o SUS foi criado pela pela Constituição Federal de 1988 e regulamentado pelas Leis n.º 8080/90 e nº 8.142/90.
download (5)

Estudantes de medicina terão que trabalhar 2 anos no SUS para obter diploma

Todos os estudantes que começarem seus respectivos cursos no ano de 2015 terão de trabalhar pelo menos por dois anos através do Sistema Único de Saúde (SUS) isto que deverá ser um requisito necessário para se ter um diploma.

Com isto os estudantes deverão começar esse segundo ciclo existente da formação apenas no ano de 2021 onde tiverem passados pelo primeiro ciclo que deverá ser de seis anos da formação. O governo federal ainda lançou na segunda feira o programa chamado Mais Médicos para o Brasil em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto contando com diversas personalidades políticas, inclusive a presidente Dilma Rousseff.

publicidade:

Sobre a Norma Prevista

A norma deverá fazer parte de toda a medida provisória, a chamada MP que foi editada na segunda feira pela presidente Dilma Rousseff com ações voltadas exclusivamente para a saúde pública, e entre elas estão as determinadas regras para o programa Mais Médicos. Com isto o programa prevê um preenchimento de vagas determinadas na atenção básica para a saúde nas regiões onde existe uma carência desses vários profissionais.

Com tudo isto será dada toda a prioridade aos médicos com um registro existente no Brasil, estes que deverão começar as suas atividades a partir do dia 2 de setembro. Todas as vagas que acabarem sobrando deverão ir primeiramente para os brasileiros formados no exterior e para finalizar para os médicos estrangeiros. Estes que deverão começar a trabalhar a partir do dia 18 de setembro. O número de vagas ainda não foi fechado devendo depender de toda a demanda de trabalho.

Informação

Esta ação foi tomada devido ao Brasil por dez mil habitantes ter um número extremamente baixo de estudantes na área de saúde, menos que países como Estados Unidos e a Inglaterra, algo também abaixo da Austrália e com uma situação similar no Canadá que acaba importando seus médicos, esta política porém irá demorar para trazer resultados.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook