Atualizado em: 10 março 2010

Lista de Produtos dos EUA que sofrerão aumento no Imposto

Em uma decisão inédita, a OMC – Organização Mundial do Comércio –, concedeu ao Brasil o direito de retaliar os EUA em resposta aos programas de subsídios agrícolas aos seus produtores de algodão.

publicidade:

O ineditismo da decisão está no fato que pela primeira vez um país poderá retaliar o outro de forma cruzada, ou seja, estabelecer restrições na entrada de outros produtos além dos que estavam sendo questionados.

Mesmo com essa retaliação, é de consenso geral que dificilmente essa situação será resolvida com a diminuição dos subsídios aos produtores de algodão dos EUA, pois, essa diminuição não cabe apenas ao governo americano, e sim ao congresso, que por sua vez, possui fortes laços de décadas com os produtores de algodão. A provável resolução desse caso será uma compensação em outra área. Especula-se que o etanol brasileiro poderá ser beneficiado.

A retaliação custará cerca de 840 milhões de dólares aos EUA e será dividida entre produtos, a maior parte, e em direitos de propriedade intelectual.

Essa retaliação não terá nenhuma consequência negativa para os consumidores brasileiros, pois, antes de divulgar a lista, o órgão responsável fez um estudo minucioso para retaliar produtos que são facilmente substituídos por outros simulares no Brasil.

Vale lembrar que “retaliar” não quer dizer que os produtos não poderão entrar no Brasil, e sim, que eles pagarão uma taxa maior de imposto de importação como, por exemplo, o Leite em pó, que terá o seu imposto de importação reajustado de 28% para 48%. Mercadorias com produtos como produtos de maquilagem para os lábios, cremes de beleza, cremes nutritivos e loções tônicas e xampus para os cabelos também sofreram um reajuste do imposto de importação, saltaram de 18% para 36%.

Veja a lista completa aqui.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook