Atualizado em: 25 julho 2012

Lei dos Bispos - Entenda a Lei contra a compra de votos

A nova lei de iniciatica pode punir a compra de votos durante as eleições. Entenda um pouco mais sobre a lei sobre a compra dos votos.
Você Sabia?
Um dos maiores movimentos já realizados pelos eleitores Brasileiros, aconteceu entre os anos 80 na reivindicação de novas eleições presidenciais, chamada "Diretas Já!".

Não venda seu voto por tão pouco! A Lei dos Bispos te protege e pune os candidatos corruptos desde 1999. (Divulgação)

Condenando mais de 700 políticos a mais de 12 anos, a Lei dos Bispos é a iniciativa popular que vem punindo a compra de votos durante as eleições. Sempre em época de eleição a revolta e a indignação pode nascer no coração dos eleitores, resultando em diversos votos brancos e nulos e tornando as eleições algo que não tem valor algum para nação. Separamos algumas explicações sobre a Lei, para você ter uma noção e saber acompanhar os pensamentos dos seus candidatos e não ser comprado com tão pouco.

Instituído para o Eleitor

Ela chegou para instituir a cassação contra os candidatos que tinham esse espírito de corromper o eleitor a ser influenciado por seu voto. É Fato que sempre quando entramos nesse assunto de política, devemos pensar como nosso apoio contribui para a sociedade e como isso pode mudar a vida de todos. Pode até ter fundamento toda a desconfiança, pois ao longo dos anos, muita gente entra na política visando enriquecer e buscar causas próprias, o que acabou dando essa sensação errada para todos os eleitores. A Lei dos Bispos foi instituída para te proteger de corruptos e maus políticos.

publicidade:

Criação da Lei

Tendo a primeira aprovação para a iniciativa popular em 1999, a Lei dos Bispos foi criada e entrar em vigor com o numero de lei 9.840/99. Agora a pergunta, o porque o nome da Lei leva o nome dos Bispos? Simples, pois ela contou com a ajuda da igreja católica e de outras organizações da igreja para ser aprovada e dar aquela cobrança ao governo. Ela tem como objetivo principal punir toda e qualquer compra e venda de votos e o uso da maquina publica para beneficiar as campanhas dos políticos nas eleições.

Entendo a compra

Praticamente a troca de voto, você já deve ter ouvido ou visto, é quando o político dá algum presente em troca do voto, seja em produtos eletrônicos, alimentação ou de uso, ou até em dinheiro. Promessas futuras como de bens materiais depois de eleito, ou emprego garantido se o candidato for votado também entra para o conceito de compra de voto.

O Conceito é muito básico, só existe a compra se do outro lado tiver um comprador, então seja por necessidade, ignorância ou até má fé o eleitor está corrompendo o sistema ao vender o seu voto ao eleitor, vindo a tona essa fama de chamar muitos políticos de diversos nomes sujos pois vender os votos também é errado! Além disso, a outras coisas complexas como algumas ações de usar carros oficiais para a reunião de campanha, usar estabelecimentos públicos para pedir voto, ou até um servidor publico em horário de expediente para usar na campanha. A Lei é aplicada sempre que abusos assim são comprovados e a justiça eleitoral pune com a perda de mandato dos candidatos. Você precisa estar atento e se preservar, e não vender seu voto em hipótese alguma, pois quem vende voto, certamente não vai representar de forma digna a sua cidade. Valorize o seu voto e estude bem o seu candidato para votar com consciência nessas eleições. Fica a Dica a todos os eleitores!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook