Atualizado em: 5 fevereiro 2014

Lei das Cotas é Aprovada: 50% Raciais e Sociais

Confira tudo sobre a aprovação do Senado sobre as cotas raciais e sociais para vagas nas faculdades federais. Saiba mais no artigo!
Você Sabia?
Além dos reitores das universidades, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e a Academia Brasileira de Ciencias (ABC) são contra a publicação desta lei relatando da perda da autonomia.

Este é um grande passo para o processo de inclusão com a aprovação da Lei de Cota sociais e raciais para as universidades publicas e federais no Brasil. (Divulgação)

Em tramitação no Senado já há algum tempo, a reserva foi regulamentada, e a Lei das Cotas é Aprovada pelos senadores na noite da ultima terça-feira (7), e ela será dividida pela metade para o projeto do sistema as cotas sociais e raciais nas universidades federais e publicas do Brasil, que é até defendida por vários senadores que visa beneficiar uma parte maior dos estudantes no país.

Meio a Meio

Ao todo serão 50% reservadas para as cotas, sendo que 25% fica para os alunos com etnias raciais indígenas, pardos e negros, e os outros 25% ficará para os alunos que suas famílias tenham  uma renda abaixo de um salário mínimo e meio, e ter dito concluído o ensino médio em redes publicas. Até mesmo para você ter uma base para exemplificar, aqui mesmo no estado de São Paulo, mais de 30% de todas as pessoas segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) se declararam ser pardas, indígenas e negras no estado.

publicidade:

Realmente é preciso adotar essas ações para que seja firmada no Brasil, a oportunidade a todas as pessoas sem descriminação racial ou social, e seguir até mesmo o exemplo de grandes potências mundiais, como os Estados Unidos, que adotou essa lei de cotas, devido ao racismo extremo antigamente e hoje tem no poder um presidente negro. A Mudança é pequena e gera até mesmo controvérsias entre diversas pessoas.

Comentários Diversos

Já que a Lei foi aprovada, ela será sancionada pela Presidente Dilma, e pode mudar totalmente o sistema de vagas nas universidades publicas e federais no país. Alguns reitores das Universidades, criticam a aprovação desta nova lei, colocando em foco a perda da autonomia lembrando que isso apenas não basta, falta a manutenção deste aluno para ter meios ao seu estudo. Após a aplicação da lei da cota, a revisão será realizada em dez anos para continuar a adotar este métodos e renovar o sistema.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook