Atualizado em: 19 agosto 2011

FGV é usada indevidamente em fraude de licitação

O nome da Fundação Getúlio Vargas foi usada para fraudar uma licitação do Ministério da Agricultura. "Minha assinatura foi falsificada." diz um coordenador da fundação.

O nome da FGV – Fundação Getúlio Vargas, respeitada faculdade de São Paulo – foi usada indevidamente para fraudar uma licitação do Ministério da Agricultura que terminou com a vitória da fundação mantenedora da PUC de São Paulo. Esse fato aconteceu no ano passado, sendo divulgado somente agora, em agosto de 2011.

Esse foi um dos vários motivos que ocasionou na queda de ministro da agricultura, Wagner Rossi (PMDB), que pediu demissão quarta-feira em meio a uma onda de denúncias de irregularidades.

publicidade:

Entenda o caso

Justamente em agosto do ano passado, um ano atrás, a FUNDASP ganhou um contrato de R$ 9,1 milhões com o ministério para treinar seus funcionários. Ela já recebeu R$ 5 milhões do valor total. Mas de acordo com a reportagem da Folha de S. Paulo, papéis e assinatura foram forjados, sem contar com um número de fax, que é totalmente inexistente. Tudo isso, foram usados para criar uma proposta em nome da FGV, que diz jamais ter se interessado pela licitação.

Júlio Fróes era considerado um dos braços direito do ex-ministro, e portanto, tinha livre acesso para fazer o que quisesse, por isso também está sendo acusado de ter participado, juntamente com Wagner Rossi de toda a forja, mas a fundação nega que o lobista a representasse.

A FGV com tudo isso se pronunciou e afirmou não ter participado de nada disso e de não ter aceitado nenhuma proposta como essa. A tal proposta entregue em nome da FGV é assinada pelo coordenador de programas de educação continuada da FGV, Antonio Dal Fabbro, mas ele afirma que não reconhece a assinatura. “Minha assinatura foi falsificada.” A FGV informou que “jamais enviou” proposta ao ministério.

A Fundação Getúlio Vargas é uma faculdade de respeito nacionalmente, no qual, além de oferecer diversos cursos, realiza importantíssimas pesquisas de interesse público. Portanto, conheça os cursos gratuitos que são oferecidos e os Cursos de Mestrado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook