Atualizado em: 14 abril 2011

Informações sobre a Crise no Mundo Árabe em 2011

Tudo sobre a violência do mundo atualmente. Informações sobre a crise que está acontecendo no mundo árabe com a luta pelo fim do regime do ditador Muammar Kadhafi.

O mundo tem vivido uma maré de violência. São assaltos que acabam em tragédia, são sequestros todos os dias, são atentados a escolas matando crianças inocentes, surtos de homofobias nas principais avenidas de cidades grandes, entre outras atrocidades. Quando pensamos que só o nosso país está passando por um período de violência, percebemos que o mundo inteiro está assim, como podemos ver o caso da crise Arábia que está ocorrendo nesse ano de 2011. O mundo árabe está passando por uma crise que já atingiu o mundo inteiro, confira detalhes abaixo:

publicidade:

Crise na Líbia

Mesmo antes de todo esse confronto, a Líbia já vivia em ondas de protestos em países do Oriente Médio e norte da África. Tantos confrontos que provocou a renúncia do presidente do Egito, Hosni Mubarak, que estava há 30 anos no poder. Com isso, os protestos foram se espalhando, chegando na Jordânia, Iêmen, Argélia, Mauritânia, Síria, Arábia Saudita, Marrocos, Sudão, Bahrein e Omã.

Conhecida como o terceiro país a ser conhecida por enfrentar uma onda de revolta popular, o ditador Muammar Kadhafi pode culminar acabando com o seu regime, no poder há praticamente 42 anos.

Início

Os protestos se iniciaram no leste da Líbia, pois lá a popularidade do ditador é mais baixa que nas demais localidades. Oposicionistas tomaram as cidades de Tobruk, Derna e Benghazi, segunda maior do país. Rebeldes também estão em posse de cidades mais próximas da capital Trípoli.

O que vem provocando as milhares de mortes é a dura repressão às manifestações, levando a situação ao nível de uma guerra civil. Muitos países que são liderados pelos Estados Unidos, começaram a protestar e a exigir a saída imediata do ditador Kadhafi. Abusos e ataques a civis foram relatados para a ONU e para as Organizações de Direitos Humanos. O ditador Kadhafi afirmou que só sairá do país morto. Disse também que os manifestantes que estão contra o governo estão a serviço do terrorista Osama Bin Laden, da rede terrorista da al-Qaeda, que estariam usando drogas alucinógenas e sendo manipulados.

Grande parte do terço do povo da Líbia vive na pobreza e alguns dos problemas que são apontados pelos manifestantes que exigem o fim do regime do ditador Kadhafi, são: alto desemprego, alto preço dos alimentos, importação da maior parte dos alimentos necessários ao abastecimento e gastos exorbitantes com arsenal militar. Problemas que são os mesmos dos jovens egípcios.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook