Atualizado em: 9 maio 2011

Confusão em uma loja da Apple China

Um bate boca entre funcionários da Apple China e um revendedor local ganharam vulto, passando por uma briga entre os seguranças e o homem, até se tornar um tumulto generalizado.

 

Apple ChinaNa China, os produtos da Apple são considerados apaixonantes. Longas filas de clientes entusiasmados e enxames de revendedores são algo comum de se ver toda vez que a Apple lança um novo produto no país mais populoso do globo.

O lançamento do iPad2 e do iPhone4 branco neste fim de semana não foi exceção. No entanto, as vendas tiveram um recuo de sábado, quando funcionários estrangeiros da Apple e clientes chineses mantiveram brigaram do lado de fora da loja da Apple em Pequim.

publicidade:

De acordo com testemunhas, um homem chinês, supostamente um revendedor, tentou por três vezes entrar na fila de clientes esperando para comprar o novo iPhone 4 branco. Três guardas de segurança da Apple e um gerente tentaram expulsar o homem da fila. Dois funcionários eram estrangeiros.

Enquanto o homem era expulso, começou uma onda de empurrões, segundo testemunhas, envolvendo um funcionário da Apple e um membro da família do comerciante agredido. Quando os ânimos se exaltaram sobremaneira, os seguranças fecharam a porta da frente da loja.

Em protesto, um grupo correu para a entrada e bateu na porta de vidro até que ela quebrou. Uma dobradiça de metal caiu da porta, atingindo um guarda de segurança na cabeça. Dois homens e duas mulheres ficaram feridos levemente no confronto, informou a mídia estatal.

A loja da Apple em Sanlitu, no centro comercial  Sanlitun Village, ficou fechada ao público na tarde de sábado para reparos. O confronto foi resolvido pacificamente, de acordo com uma fonte policial, que falou ao jornal Diário do Povo .

A polícia local se recusou a comentar o que aconteceu. No domingo, a Apple trabalhou em horários normais. As filas para o iPhone 4 e iPad 2, foram visivelmente mais curtas que os dois dias anteriores.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook