Atualizado em: 20 outubro 2011

Câmera flagra Skinhead agredindo negro e mulher

O caso aconteceu em uma estação de metrô na cidade de São Paulo. A câmera flagrou skinhead trocando palavrões e xingamentos e agredindo o rapaz e também a mulher que o acompanhava.
Skinhead agride negro e duas adolescentes

Skinhead faz parte de mais um dos grupos preconceituosos e foi acusado de agressão com lesão grave, podendo responder em liberdade. (Foto: Divulgação)

É incrível a violência que nos atinge atualmente. Está praticamente impossível sair as ruas sem se preocupar se você será assaltado ou se algum ato violento irá acontecer contra você. A cada dia que passa novos atentados, novas barbaridades acontecem em todo o lugar do país, mas um motivo que tem sido motivo para tais atos atuais de violência, é o preconceito.

Em um mundo moderno, onde mulheres e homens se igualaram perante a sociedade, onde todos possuem o direito de ir e vir, já não dá para viver tranquilamente. Com o avanço em diversas regiões, seria quase que óbvio o avanço também quanto a liberdade e a igualdade entre os cidadãos. Mas ao invés do imaginável, uma das áreas que mais está crescendo é a da violência.

publicidade:

Veja outros casos de violência

Do que adianta formar pessoas capacitadas para proteger o cidadão se existem muitas outras prontas para destruir com a felicidade de qualquer um? Ultimamente a violência tem acontecido de forma gratuita, sem que haja nenhum tipo de provocação ou motivo. Um dos motivos que tem provocado grande parte da violência de hoje em dia, é com relação ao preconceito, ser contra qualquer tipo de raça, cor ou opção sexual diferente da sua.

Skinhead ataca novamente

[share]O caso mais recente de preconceito e violência gratuita aconteceu em uma estação do metrô de São Paulo. Enquanto esperava o metrô um rapaz negro foi agredido por um skinhead. Além dele, duas adolescentes também foram vítimas do ataque, uma delas recebendo um soco certeiro na região da sobrancelha. O diálogo entre o skinhead e o rapaz negro ocorreu da seguinte forma: O Skinhead encarando fervorosamente o rapaz diz “Você tá olhando o quê?”. Surpreso com a pergunta o rapaz responde “Nada, porque? Não pode olhar?”, o skinhead retruca “Tá olhando demais, você não tem medo de skinhead não?”. Depois disso o skinhead deu início a uma série de xingamentos contra o rapaz, indo pra cima e agredindo-o. Após dar o primeiro soco, o skinhead se esquiva e coloca um soco inglês, instrumento de ferro muito usado pelos skinheads para agredir outras pessoas.

De acordo com as vítimas, o Skinhead teria achado ruim o rapaz olhar em sua direção, principalmente porque ele se encontrava com a namorada. Durante a agressão uma câmera do metrô grava todos os detalhes e é possível ver a agressão sendo iniciada pelo skinhead. Além disso, é possível ver também durante a agressão que a namorada do skinhead também agride uma das vítimas que estava com o rapaz que foi a vítima principal do preconceito. Confira com detalhes a agressão feita pelo skinhead e detalhes do depoimento de uma das vítimas e como tudo aconteceu:

Outros ataques de Skinhead

Os ataques causados por skinheads tem acontecido constantemente desde o ano de 2008. Além de um dos casos mais conhecidos que aconteceu na Avenida Paulista, onde um skinhead atinge homossexuais com uma lâmpada fluorescente, outros casos também foram ocorrendo.

Em 2008, cerca de 30 skinheads atacaram jovens homossexuais que estavam na Praça Trianon, também na altura da Avenida Paulista. A Avenida Paulista tem palco constante desses ataques, isso ocorre pois é um dos lugares onde homossexuais costumam ir com frequência, o que torna a avenida um alvo dos skinheads. Outro caso aconteceu em 2009, quando um grupo de skinheads agrediram um torcedor nordestino após jogo realizado no Estádio do Morumbi, também na cidade de São Paulo.

Um dos mais recentes casos é da morte de um punk em um clube de show na cidade de São Paulo. Segundo relatos, o punk teria ido ao show e sido morto na saída do estabelecimento. Antes do acontecimento, houve muitas brigas entre tribos rivais no local. E um dos casos mais chocantes, ocorreu há oito anos, quando três skinheads obrigaram dois rapazes a saltarem do trem em movimento na cidade de São Paulo. Um dos rapazes morreu e o outro caiu no vão entre a plataforma e o trem, tendo seu braço amputado como resultado da queda. Somente no dia 30 de setembro deste ano (2011), um dos skinheads foi condenado a mais de 30 anos de prisão. Mesmo com a sentença, o acusado deve recorrer da decisão.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook