Atualizado em: 7 outubro 2013

Boicote ao São Paulo em Campeonatos de Base

A última acusação contra o São Paulo, foi feita pela Ponte Preta, pois a algumas semanas, o goleiro Lucão abandonou a Ponte Preta sem aviso e começou a treinar no São Paulo.
Você Sabia?
Que a maior vitrine para revelações do nosso futebol foi criada em 1969, por iniciativa da prefeitura de São Paulo.
boicote ao São Paulo 1

Copa São Paulo de Juniores um dos campeonatos mais disputados entre a garotada

Faltam três meses para o início da A 45ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior começa em menos de três meses, mas a sua realização já está ameaçada, porque dez clubes já confirmaram o boicote ao torneio, se o time do São Paulo não for excluído.

Times que vão Boicotar

Os times que estão fazendo boicote contra o São Paulo são o Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, América-MG, Atlético-MG, Cruzeiro, Coritiba, Sport  e Vitória. Sendo que o motivo para este boicote são as acusações de aliciamento de jogadores de base cometida pelo São Paulo.

publicidade:

Entenda o Caso

Já a alguns anos que clubes como Vasco, Ponte Preta, Coritiba, Goiás, Vitória e Portuguesa vem reclamando do assédio do São Paulo aos seus jogadores de base. O São Paulo estaria infringindo um acordo de cavalheiros firmados pelos dirigentes, para proteger jogadores da base que não tenham contratos profissionais. Sendo que  antes dos 16 anos é proibido firmar um contrato profissional..

O que finalmente levou a esta decisão dos clubes foi a última acusação feita pela Ponte Preta, pois a algumas semanas, o goleiro Lucão abandonou a Ponte Preta sem aviso e começou a treinar no São Paulo. O goleiro Lucão havia acabado de ser um dos destaques da Copa do Brasil Sub-17 e foi até convocado para Seleção Brasileira da categoria.

O goleiro Lucão completa 16 anos em dezembro e só então poderia legalmente assinar contrato, sendo que em 2014, ele seria incorporado como quarto goleiro do time principal.

Não há impedimento legal contra as ações do São Paulo, mas os clubes contestam a parte ética.Pois se essas pratica se tornar rotina, a tendência é de que muitos clubes deixem de investir na revelação de jogadores, principalmente os médios e os pequenos que não conseguem oferecer a mesma estrutura dos grandes.

Mas o boicote ao São Paulo pode aumentar pois Atlético-PR, Figueirense, Goiás e Ponte Preta também cogitam a possibilidade de aderir ao protesto, mas pretendem avaliar se o boicote não os afetará politicamente.

Mas o poder de pressionar a Federação Paulista de Futebol (FPF) e seu presidente, Marco Polo Del Nero,  está mesmo é nas mãos do Santos e Corinthians, porque a entidade veria a credibilidade do torneio desmoronar, se dois de seus principais afiliados não participassem do torneio.

O Santos,  por enquanto, tem se mostrado neutro quanto ao conflito. Já o Corinthians não esqueceu o fato de ter perdido o atacante Lucas, que chegou a treinar na categoria de base do clube com o nome de Marcelinho. Sendo que especula-se que dirigentes do São Paulo teriam dado dinheiro aos pais do jogador, que mais tarde foi vendido ao Paris Saint-Germain-FRA por R$ 115 milhões.

A tendência é de que o Santos confirme sua participação. Sendo que os times do Bahia, Grêmio e Palmeiras já confirmaram a sua presença independente do São Paulo participar ou não do torneio.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook