Atualizado em: 3 maio 2013

Acusados e Condenados por crimes na Ditadura Militar

Caso você não saiba 7 militares e policiais foram condenados à prisão perpétua por crimes contra a Humanidade realizados durante a ditadura
Você Sabia?
Que a Ditadura é a designação dos regimes não democráticos como decorrência da guerra fria, surgiram diversas ditaduras na América Latina
17_23_16_434_file

Novo papa já foi acusado de cumplicidade com crimes da ditadura

Notícias bombásticas apareceram nesta última semana nos tabloides do mundo todo. Onde foi citado que o recém eleito papa Jorge Mario Bergoglio foi acusado de ser cúmplice e condizente com os crimes que foram cometidos na ditatura militar do país, que aterrorizaram os anos de 1976 a até 1983. Para se ter uma idéia o Arcebispo de Buenos Aires, chegou até mesmo a ser convocado para participar do julgamento sobre a desaparição de vários sacerdotes durante toda a época de terrorismo de Estado.

No mês de março sete militares e também policiais foram condenados a prisão perpétua em março devido a terem sido cúmplices de crimes contra a humanidade. Neste polêmico julgamento que analisou os crimes de mais de vinte vítimas foram condenados também outros ex militares com penas que chegaram até 18 anos.

publicidade:

O que foi definido pelo tribunal

O tribunal condenou os civis por crimes de lesão a humanidade e genocídio. Entre os vários crimes cometidos estava a privação de abuso de liberdade, violência, torturas e ameaças, além de homicídio triplamente qualificado, contando assim com roubos a mão armada, sequestro de menores de idades e ainda associações ilícitas a crimes.

Todos os condenados são ex integrantes de polícia da chamada equipe de Mendoza Aldo Pérez, este que também foi condenado, foram condenados Ricardo Miranda (79), Armando Fernández (69) e Juan Agustín Oyarzábal (76) e os militares Alcides Francisca (82), Juan Garibotte (80) e Paulino Furió (80). A pena de todos estes ex policiais acontecerão em prisões comuns com exceção a Furió, Francisca e Oyarzábal, estes que foram autorizados a ter prisão domiciliar devido a motivos de saúde.

Estes julgamentos são um dentre os vários de violações de direitos humanos que são realizados na Argentina desde a sua anulação no ano de 2003 por leis de anistia dos anos de 1986 e 1987. Para se ter uma idéia estes dez citados se somam aos mais de 370 condenados pelos mesmos crimes realizados.

Para se ter uma idéia mias de 2 mil pessoas estavam envolvidas em casos relacionados a terrorismo de Estado. Mais de 405 tiveram a sua sentença, devido a mais de 30 mil pessoas que morreram ou mesmo desapareceram durante a sua ditadura militar.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook