Atualizado em: 21 março 2011

Trabalho por Produção

 

O sistema de trabalho livre, principalmente no período pós-República, é a lógica trabalhista do sistema de produção atual. Principalmente a partir do movimento de 1930, no Brasil, foram concedidos diversos elementos que asseguraram a melhor condição de trabalho possível dentro do pensamento da época. Um exemplo bastante conhecido e utilizado é o sistema CLT.

publicidade:

Por outro lado, o chamado freelancer – ainda seguindo esta linha do trabalhador livre – é uma emanação trabalhista autônoma, não possuindo vínculo empregatício nem benefícios. Ainda que seu pagamento não esteja sempre dependente da quantidade do que produz, segundo o estabelecido por determinada empresa, é o que nos interessa aqui. Algumas características positivas são: flexibilidade horária, garantia de ganho através da capacidade de produção e, em alguns casos, trabalho home office, ou seja, trabalho em casa, em escritório particular.

O trabalho freelancer costuma ser encontrado no ramo da comunicação, especialmente – no caso da relação produção/remuneração – com o domínio da Internet. No entanto, é necessário ter cuidado com empresas fantasmas, assim como com a própria seguridade. O trabalhador freelancer e a Internet precisam se conhecer crítica e mutuamente, porque além das empresas fantasmas, tentando golpear usuários, há o uso inadequado do seu trabalho e a remuneração desproporcional.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook