Atualizado em: 25 fevereiro 2011

Mão de obra na construção civil receberá apoio para qualificação

publicidade:

Mão de obra na construção civil receberá apoio para qualificaçãoTrabalhadores da construção civil receberam uma boa notícia nesta quinta-feira (25). o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), juntas passarão a promover ações de qualificação profissional de acordo com termo de cooperação técnica assinado entre ambos.

Cerca de cem mil trabalhadores com idade superior a 16 anos devem se beneficiar desta parceria, se qualificando em áreas como solda, encanamento e instalação de tubulações, instalações elétricas, montagem de estruturas de madeira e metal, pintura de obras e estruturas metálicas, além de estruturas de alvenaria.

publicidade:

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, teme que o crescimento do país fique estagnado pela falta de profissionais qualificados no setor.

Segundo Lupi, “essa parceria com a Abdib é exatamente para isso, porque eles [membros da associação] estão no local e sabem da realidade. Nosso desafio é construir os cursos de maneira tão transparente e fundamentada que só atraia instituições sérias”.

publicidade:

Na outra ponta do acordo, Paulo Godoy, presidente da Abdib, revelou que o governo federal está contribuindo para promover o treinamento de indivíduos, principalmente em locais onde já há carência de profissionais da construção civil, como os canteiros de obras e empreendimentos afastados dos grandes centros.

“Nosso alvo é ir correndo para essa demanda e auxiliar os investidores e as construtoras nessa tarefa difícil de treinar mão de obra na velocidade que a demanda exige”, disse Godoy.

Godoy informou que o ministério arcará com uma parte do custo dos cursos de qualificação, contribuindo com a estrutura já existente. O restante será custeado pelas empresas que aderirem ao projeto.

O ministro Carlos Lupi espera que sejam criados cerca de 3 milhões empregos no setor da construção civil ainda este ano.

Via Agência Brasil, sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.

Você também vai gostar disso!

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook