Atualizado em: 24 fevereiro 2011

Garmin procura alternativas após perder mercado

Garmin procura alternativas após perder mercado

A empresa Garmin, fabricante de navegadores GPS, tem perdido terreno frente aos telefones inteligentes que oferecem serviços gratuitos de posicionamento global.

publicidade:

Tendo previsto um ano de 2011 fraco, a empresa busca alternativas de negócios que permitam compensar a queda na venda de aparelhos de navegação via satélite.

A empresa, que prevê uma queda entre 8 e 12 por cento das receitas este ano, disse esperar que uma presença crescente nos mercados de vida ao ar livre, exercícios, navegação e aviação, possam compensar suas perdas.

A Garmin, cujos dispositivos de navegação para veículos (PND) costumavam ser essenciais para os motoristas não muito tempo atrás, está forjando alianças com fabricantes de automóveis para que seus dispositivos sejam incluídos nos painéis de carros e caminhões.

“Os negócios que não envolvem GPS foram responsáveis por cerca de metade do lucro bruto em 2010, então está ficando mais difícil caracterizar a Garmin como uma empresa de aparelhos de navegação pessoal”, afirmou Yais Reiner, analista da Oppenheimer.

 

Perda de mercado

O segmento automotivo e de portáteis, foi responsável por 66 por cento do faturamento da companhia no quarto trimestre, e caiu a cada trimestre por mais dois anos. Somente o segundo trimestre de 2010 teve um modesto crescimento.

“A queda nos lucros no segmento de PND é muito pior do que o esperado. A erosão das vendas é tão alta (…) que cria a impressão de uma empresa que foi pega de surpresa”, disse a MKM Partners, em uma nota para clientes.

A MKM, no entanto, disse que as divisões menores podem ter boas perspectivas de longo prazo.

 

O futuro

As sombrias previsões para a Garmin são semelhantes aquelas apresentadas para a rival holandesa TomTom no início deste mês.

Como a Garmin, TomTom está tentando reduzir sua dependência do mercado de PND enquanto se esforça para deixar de ser uma empresa de um único produto para oferecer uma franquia de conteúdos e serviços que oferece tráfego ao vivo e mapas.

Via Folha

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook