Atualizado em: 1 fevereiro 2011

Maria Bonita na 30ª Edição da São Paulo Fashion Week

Maria Bonita na 30ª Edição da São Paulo Fashion Week

O desfile da grife Maria Bonita na 30ª edição da São Paulo Fashion Week trouxe uma coleção leve e rica em transparência. A coreografia do desfile também foi diferente agradando aos críticos, as modelos desfilaram sozinhas, em duplas, trios e quartetos em um cenário que era feito com madeira de tapumes.

publicidade:

O desfile teve inspiração nos candangos, nome dado aos migrantes que se instalaram em Brasilia para construir as obras de Oscar Niemeyer. Nas passarelas as peças tinham cortes bastante ousados. As bolsas penduradas nos pescoços faziam duplo papel, eram também os vestidos e calças que representavam a bagagem dos trabalhadores responsáveis pela construção das obras em Brasilia.

Maria Bonita na 30ª Edição da São Paulo Fashion Week

As peças rústicas nos vestidos de feltragem em seda com muita transparência traziam grandes decotes nas costas. Na cartela de cores, caqui, cinza e bege ganharam destaque ao lado de acessórios inusitados. Os fechos das bolsas também eram bastante criativos e inovadores em forma de pregos, as carteiras representavam as marmitas e a pochete reaparece.

Os chapéus de malha com aspecto de deformado e ressecado pelo sol faziam a cabeça das modelos e nos pés tênis de couro e biqueira de acrílico. Celso Kamura responsável pelo make explica que as sardas feitas com air blush representam as mulheres humildes, mas de forma contemporânea. “Elas eram pobres e não tinham condições de passar uma maquiagem”.

Maria Bonita na 30ª Edição da São Paulo Fashion Week

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook