Atualizado em: 13 maio 2010

Vulcão Islandia

As erupções que acometeram a Islandia, causando transtornos aéreos e outros questionamentos climáticos, promoveram mais uma série de debates sobre a questão do clima mundial.

publicidade:

As erupções se intensificaram no vulcão localizado sob a geleira Eyjafjallajoekull, na Islândia, e as sequelas causadas pela fumaça ao tráfego aéreo em diversos países da Europa, impediram a realização voos em todo o mundo, e podendo trazer até drásticas mudanças para o clima mundial.

Durante o evento ambiental, foram cancelados em toda a Europa devido ao risco de pane que a fumaça e as cinzas vulcânicas impõem aos motores das aeronaves. Especialistas islandeses dizem que a normalização dos vôos levou semanas.

O que os especialistas explicam é que há muitos mistérios em torno de um vulcão.

Isso porque ele solta uma grande quantidade de cinzas vulcânicas e dióxido de enxofre, que são transportados para a estratosfera, camada da atmosfera acima da troposfera, a mais próxima da superfície.

Lá, fenômenos físico-químicos criam uma fina camada de partículas esbranquiçadas que, durante meses ou anos, circundam a Terra e refletem parte dos raios solares, impedindo que a radiação atinja o solo.

Porém, apesar do alarde, estudiosos afirma que a erupção do vulcão na geleira Eyjafjallajokull foi pequena demais, não produzindo enxofre suficiente, e sua pluma circundou a uma altitude baixa.

A Islandia

Trata-se de um país da Europa com uma população de cerca de 320 mil habitantes e uma área total de 103 000 km². A capital  é Reiqueavique, uma das maiores cidades que abriga mais da metade da população.

O país tem muita atividade vulcânica e seu interior é formado por paisagens montanhosas com geleiras.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook