Atualizado em: 25 março 2013

Inspeção Veicular somente para carros com mais de 10 anos

Fique por dentro que a partir de agora, os carros que foram fabricados a mais de 10 anos terão a obrigação de passar pela inspeção veicular todo ano. Entenda melhor lendo o Artigo!
Você Sabia?
Todo o modelo da nova proposta, vai atender a parte de reivindicações de parlamentares do PV e do DEM que estão apoiando o prefeito, por sinal.
Inspeção Veicular somente para carros com mais de 10 anos 01

A Partir deste ano, a Inspeção Veicular será somente para carros com mais de 10 anos, para ter uma nova proposta aos motoristas. (Reprodução)

A partir do ano que vem ,2014, os veículos aprovados na inspeção veicular ficarão isentos do pagamento da taxa de R$ 47,44 reais.

Já o reembolso aprovado na semana passada pelos vereadores, em primeira votação, valerá já para esse ano. Como determina o substitutivo ao projeto original que foi apresentado nesta quarta-feira, dia 20, pela base aliada do prefeito Fernando Haddad. A vistoria será anual apenas para carros com dez ou mais anos de uso.

publicidade:

Nova Proposta

A nova proposta do governo está visando evitar desgastes com problemas no processo de restituição da taxa, por esse modo, somente os donos de veículos reprovados pagarão pelo serviço, a partir de uma espécie de multa aplicada ao fim da vistoria.

A nova proposta prevê que carros com até três anos de uso fiquem livres de inspeção. A alteração nos prazos da inspeção promete provocar debates quentes na votação que deve se estender por toda a noite. A oposição afirma que a mudança é ilegal e os vereadores do PSDB E PPS, por exemplo, usam resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente, que estabelece a inspeção, como argumento. Segundo a norma, a vistoria deve ser feitas anualmente.

Debates

Entre os vereadores e com apoio de Gilberto Natalini do PV e Toninho Véspoli do PSOL, a oposição também apresentou na última quarta feira, um substitutivo ao projeto. A proposta não tem chance de aprovação, já que o texto não prevê reembolso da taxa, nem isenção a partir de 2014. O objetivo é marcar presença e sinalizar que apesar da maioria da casa, o prefeito de São Paulo deverá negociar para ver as suas promessas cumpridas.
Assim como aconteceu na semana passada, a bancada do PSD, partido criado pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, deve se dividir sobre o apoio do projeto. Dos sete parlamentares da sigla, José Police Neto e Marco Aurélio Cunha declaram voto contrário e David Soares, Souza Santos segue o projeto do governo, os demais devem se abster do projeto.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook