Atualizado em: 14 outubro 2010


Como cuidar de Bromelias

Uma casa bem arrumada e harmonioza necessita ter flores que não apenas servem para embelezar o ambiente, mas que dão sempre um aspecto diferenciado a casa.

Uma das flores da moda são as Bromélias. Ao contrário do que se pensa, as bromélias não são parasitas como muitas pessoas pensam.

Na natureza, aparecem como epífitas (simplesmente apoiando-se em outro vegetal para obter mais luz e mais ventilação), terrestres ou rupícolas (espécies que crescem sobre as pedras) e compõem uma das mais adaptáveis famílias de plantas do mundo, pois apresentam uma impressionante resistência para sobreviver e apresentar infinitas e curiosas variedades de formas e combinações de cores.


As bromélias estão divididas em grupos chamados gêneros – que hoje são mais de 50. A maioria das espécies de um mesmo gênero tem características e exigências iguais. Gêneros diferentes requerem diferentes variações de luminosidade, rega e substrato. No cultivo, os gêneros mais comuns são:

AECHMEA

BILLBERGIA

CRYPTANTHUS

DYCKIA

GUZMANIA

NEOREGELIA

NIDULARIUM

TILLANDSIA

VRIESEA

Algumas regras para o plantio correto:

1. Não enterre demais as bromélias, mantenha a base das folhas acima do solo.

2. Não use um vaso muito grande, pois há perigo de umidade excessiva nas raízes.

3. Não permita que a planta fique “balançando”, fixe-a bem, pois isto poderá danificar o tenro desenvolvimento das novas raízes. Estaqueie a planta se necessário, até que as raízes estejam bem desenvolvidas.

4. Coloque sempre uma boa camada de cacos de telha ou pedriscos no vaso, que deve ser sempre furado nas laterais ou no fundo.

Sabendo disso, agora é com você. Deixe sua casa ainda mais bela!


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook