Atualizado em: 1 fevereiro 2011

Vídeos são o material pornográfico mais baixado

size_590_Sites_pornos

Um estudo realizado pela empresa de segurança e fabricante de antivírus, BitDefender, revela que os usuários que acessam sites com conteúdo adulto estão sujeitos a sérios riscos de terem suas informações pessoais furtadas.

publicidade:

Segundo o estudo, o material pornográfico mais acessado são os vídeos, com 91% dos acessos, que são feitos das mais variadas formas, como torrents, sites, etc.

Do total de entrevistados, 72% admitiram já ter pesquisado e acessado sites com conteúdo adulto, sendo que a maioria são homens (72%) e o restante, mulheres (22%).

Depois dos vídeos, os sites mais visitados (72%) são aqueles que apresentam conteúdo em tempo real e possibilitam algum tipo de interação com outra pessoa. Chats eróticos como o DreamCam são um bom exemplo.

Uma quantidade expressiva (69%) dos entrevistados acessa conteúdo adulto a partir de casa, mas 25% dizem acessar até no trabalho, enquanto 6% restantes acessam de outros locais.

O estudo revela problemas com crimes virtuais, pois 63% dos entrevistados admitem terem tido problemas com vírus após acessarem sites pornográficos.

Há alguns anos eu era um profissional de informática, fazendo manutenção e computadores. Era muito comum a queixa de vírus após o cliente ter acessado pornografia. A solução mais rápida, normalmente era a formatação da máquina, pois não se sabia até onde o vírus tinha contaminado o sistema.

Vale lembrar que não existe antivírus 100% eficaz. Todos eles tem altas taxas de reconhecimento de vírus, porém não conseguem pegar tudo. De qualquer forma é imprescindível contar com um software de segurança, devidamente atualizado no seu PC, como o Trend Micro Internet Security 2011.

Via Emol

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook