Atualizado em: 3 julho 2011

Twitter investigado por práticas monopolistas

Federal Trade Commission, o órgão regulador norte-americano iniciou uma investigação para averiguar supostas práticas monopolistas realizadas pelo Twitter.

Twitter investigado por práticas monopolistasO órgão regulador norte-americano Federal Trade Commission (FTC), abriu uma investigação sobre alegadas práticas monopolistas por parte da popular rede de micro-blogging Twitter e seu relacionamento com as empresas desenvolvedoras de aplicativos baseados em seu serviço, de acordo com fontes familiarizadas com o processo.

Segundo o The Wall Street Journal relatou, embora a finalidade precisa desta investigação não tenha sido revelada, funcionários do FTC responsáveis por garantir a  livre concorrência, solicitaram informações ao Twitter sobre uma empresa chamada UberMedia, que desenvolve aplicações que permitem aos usuários da rede dos 140 caracteres, personalizar seu uso deste serviço.

publicidade:

A este respeito, o gerente de marketing da UberMedia disse em um comunicado que a empresa recebeu um pedido de informação da FTC, ao qual tentará “satisfazer plenamente”.

O Twitter considera que  a UberMedia representa um concorrente potencial para sua atividade, segundo fontes conhecedoras da situação que, no entanto, enfatizam o caráter “limitado” do expediente iniciado pelo órgão regulador, que não deverá afetar a incipiente rede de publicidade da rede de microblogging.

Além disso, o jornal norte-americano lembra que a FTC rotineiramente costuma investigar se as empresas realizam práticas contrárias à livre concorrência, geralmente depois de receber uma queixa de concorrentes, mas muitas vezes essas investigações são encerradas sem qualquer penalização que resulta em ações legais contra empresas investigadas.

O Twitter ao longo dos últimos meses modificou sua política de permissão de uso da sua rede por aplicativos de terceiros, claramente tomando para sí as atividades das empresas mais bem sucedidas, e também os seus lucros.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook