Atualizado em: 27 janeiro 2012

Spotify vai acabar com os seus planos gratuitos

A decisão tem como objetivo obrigar os usuários gratuitos a pagarem para continuar usando o serviço. Não resta dúvida que muitos abandonarão o Spotify, mas a empresa aposta no seu taco

spotify_logo

Spotify, um serviço de música via streaming que pode ser acessado através de um software para sistemas operacionais de plataformas desktop e móveis, decidiu que na próxima semana encerrará suas contas gratuitas e ilimitadas .

publicidade:

Acontece que, o Spotify iniciou suas atividades no mercado norte-americano com uma agressiva campanha de marketing que oferecia aos usuários, contas ilimitadas e gratuitas. Desta forma, todas as pessoas que se valiam deste benefício para escutar suas músicas preferidas, levam um balde de água fria, inclusive este editor que vôs escreve.

A empresa, que atingiu a marca de 250 mil usuários nos Estados Unidos em outubro de 2011, restringia o acesso aos seu serviços para alguns poucos países do mundo. Usuários brasileiros, por exemplo, precisavam se valer de um artifício técnico para “enganar” os servidores do Spotify, de forma que pensassem que estavam em território norte-americano.

Empresa quer converter usuários gratuitos em pagantes

Interface do Spotify para desktops

Interface do Spotify para desktops

A decisão tem como objetivo obrigar os usuários gratuitos a pagarem para continuar usando o serviço. Não resta dúvida que muitos abandonarão o Spotify, mas a empresa aposta no seu taco, e espera que uma parcela significativa de usuários se convertam em geradores de receita.

A Spotify oferece dois planos pagos que custam, 4,99 e 9,99 dólares. A ação da empresa lembra aquela tomada pela NetFlix, que, ao alterar seus planos pagos, perdeu milhares de clientes, causando um rombo em suas receitas.

Para brasileiros, nem pagando!

Com a decisão do Spotify, os usuários tem apenas duas escolhas: pagar ou sair. No caso do Brasil, mesmo usando o referido artifício técnico, será impossível pagar, pois a empresa faz uma verificação do endereço do cartão de crédito do usuário. Ao constatar que é do Brasil, o sistema impede que o pagamento seja feito. O mesmo vale para tentativas feitas via PayPal, caso o cartão esteja registrado com endereço brasileiro.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook