Atualizado em: 26 fevereiro 2013

Site Silk Road: O submundo da internet

Você Sabia?
Que as drogas naturais são obtidas através de determinadas plantas, de animais e de alguns minerais - a cafeína (do café), a nicotina (presente no tabaco),
xlarge_0601_silkroadnew

Silk Road já consegue concorrer de forma direta com o traficante físico, aquele que vende a droga nas esquinas ou nas favelas.

Como o próprio nome já diz, Silk Road é algo como a “rota da seda”. No site Silk Road, todo comércio é possível. Com a globalização, o grande mercado na internet vende vários tipos de droga, remédios controlados, equipamentos para hacking e espionagem, joias falsas, pacotes de conteúdo pornográfico.

Entre as drogas vendidas no polêmico site, estão a maconha, o haxixe do Marrocos, a cocaína da Holanda e cogumelos dos EUA.

publicidade:

Sobre o Site

O site foi criado há cerca de dois anos e atualmente o serviço é investigado pela polícia dos EUA. O site continua no ar porque está escondido na “deep web”, ou internet profunda, espaço da rede só acessível usando o Tor, um browser para navegação anônima. Neste browser, os sites têm endereços cifrados e não podem ser encontrados por mecanismos de busca tradicionais, como o Google, facilitando a vida de quem compra e, principalmente de quem comercializa os produtos ilegais.

Alto Rendimento

Estima-se que atualmente o Silk Road chega a movimentar cerca de R$ 2,4 milhões por mês e, apesar das investigações da polícia, o rendimento promete crescer. Desde julho do ano passado a polícia entrou de cabeça na investigação e já conseguiu descobrir que a maioria dos vendedores comercializa poucos itens, que as entregas são feitas por correio e que drogas são o carro-chefe d comércio do portal.

Produtos Disponíveis

A principal categoria de produtos à venda é a maconha. Cerca de 14% dos produtos comercializados no site são provindos da erva canabbis sativa. No lado obscuro da internet, ou “deep web”, há poucas menções ao site Silk Road, o que dificulta as investigações. As pessoas que conhecem não costumam divulgar o portal que segue funcionando à margem da lei. A ideia dos criadores é manter o máximo de mistério possível, ou seja quanto menos atenção chamar, melhor.

Agora que você já conhece esse site e importante se manter distante dele, já que acessando o portal você poderá entrar no alvo das investigações da polícia.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook