Atualizado em: 14 setembro 2011

Plano Nacional da Banda Larga deve chegar a 150 cidades em 2011

O Plano Nacional da Banda Larga visa oferecer internet a 1 Mbps por um custo menor do que o oferecido por diversas operadoras. Saiba mais sobre esse plano da Telebras que promete chegar a 150 cidades.

A cada dia a internet vem se tornando mais acessível para toda a população. Muitos usam através de internet públicas, como Lan House e outros pagam pelos serviços mensalmente para acessar a internet da sua residência. Mas nem todos conseguem acesso rápido e eficaz, utilizando ainda da internet discada.

Por isso, a rede Telebras está levando para cerca de 150 cidades o Plano Nacional da Banda Larga. Essa afirmação foi feita pelo presidente da Telebras, Caio Bonilha, durante a Futurecom, que aconteceu em São Paulo.  Em 2010, a previsão disse que o plano iria atingir 1.063 cidades até o fim de 2011. Isso mudou e as expectativas são mais reais dessa vez, afirma Bonilha.

publicidade:

Veja também

Plano Nacional da Banda Larga

O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) promete oferecer internet com velocidade de 1 Mbps com preços a partir de R$ 35 em 4.283 municípios até o ano de 2014. De acordo com o presidente da Telebras mais de 20 provedores já estão utilizando do serviço novo da rede, já não é possível mais acompanhar com frequência todos que estão aderindo. Dos 3 mil provedores existentes, mais de 600 já estão cadastrados para fazer parte do Plano Nacional de Banda Larga.

O PNBL é um serviço que visa oferecer internet com velocidade de 1 Mbps com preços a partir de R$35,00, tendo o objetivo de levar internet com banda larga para grande parte da população a um custo reduzido, visto que a maioria das operadoras cobram mais que R$39,90 por mês.

“Só a competição pode aumentar a inclusão e a qualidade. Por isso, não damos descontos para aqueles que atendem mais municípios. Não queremos que os grandes continuem sufocando os pequenos”. disse o presidente da Telebras, Caio Bonilha.

O acesso a banda larga continua sendo ampliado e promete ser muito mais, ainda mais após um acordo com a CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica), realizando uma rota de Porto Alegre e cidades do Rio Grande, ainda este ano.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook