Atualizado em: 27 janeiro 2012

Nova lei pode causar um apagão na Internet

As penas incluem o fechamento do site e até cinco anos de prisão e obriga a retirada de conteúdo ilegal sem a necessidade de ordem judicial.

sopa

Com um nome engraçado para nós, brasileiros, a SOPA – Stop Online Piracy Act (Ato para o fim da pirataria online), quer punir os sites pelo conteúdo que seus usuários publicam os distribuem.

publicidade:

A lei (veja o texto em PDF) está em discussão no Senado dos Estados Unidos, e embora se restrinja aquele país, é lá que estão as grandes empresas de Internet e seus servidores, de forma que, na prática, suas repercussões seriam globais.

Por exemplo, o Google pode ser punido caso divulgue algum conteúdo que se enquadra na lei, algo que fatalmente irá acontecer, e não só de forma pontual, mas milhares de vezes.

As penas incluem o fechamento do site e até cinco anos de prisão e obriga a retirada de conteúdo ilegal sem a necessidade de ordem judicial.

A comissão do Congresso dos EUA que discute a lei decidiu adiar a votação para depois do recesso, em 2012. Para ser aprovada, a lei ainda deve ser submetida a votação no Congresso e posteriormente no Senado dos Estados Unidos, de forma que ainda haverá muito espaço para manifestações de repúdio.

O site Spacial Situation publicou um mapa interativo com os deputados que são contra ou favor da lei.

Mapa mostra os deputados contrários e favoráveis a lei nos Estados Unidos.

Mapa mostra os deputados contrários e favoráveis a lei nos Estados Unidos.

Quem é a favor?

Grandes conglomerados e empresas apoiam a SOPA, tais como redes televisivas, gravadoras, grupos de mídia, editoras de livros, operadoras de cartão de crédito, empresas farmacêuticas e associações de classe que defendem os direitos autorais dos seus membros.

Entre os que apoiam a lei estão a Warner Bros, Disney, Universal, Paramount, EMI, ESPN, BMG, CBS, Pfizer, Sony e Visa. Veja a lista completa em PDF.

Congresso norte-americano

Congresso norte-americano

Quem é contra?

O Facebook, Twitter, Google, Amazon, eBay, PayPal, Reddit, Tumblr, Zynga, Wikipédia e outros. A Fundação Mozilla, responsável pelo desenvolvimento do navegador Firefox, já até mesmo desligou seus servidores durante um dia. Todas estas empresas planejam um dia de apagão coletivo.

Lista completa das empresas que apoiam a SOPA:

  • AOL
  • Boing Boing
  • Creative Commons
  • Daily Kos
  • Disqus
  • eBay
  • Etsy
  • Facebook
  • Foursquare
  • Google
  • Grooveshark
  • Hype Machine
  • Kickstarter
  • Kaspersky
  • LinkedIn
  • Mozilla
  • MetaFilter
  • Namecheap
  • OpenDNS
  • O’Reilly Radar
  • Reddit
  • Techdirt
  • PayPal
  • Torrentfreak
  • Tumblr
  • Twitter
  • TechCrunch
  • Yahoo!
  • Zynga
  • Scribd
  • YCombinator
  • Wikipedia
  • Reddit
  • Petzel
  • ICanHasCheezburger
  • Quora
  • Embedly
  • MediaTemple
  • CloudFlare
  • StackExchange (Stack Overflow)
  • Github
  • Linode
  • Hostgator
  • Square
  • The Huffington Post
  • Craigslist
  • ESET
  • 4chan

Uncle-Sam

O que acontecerá se houver este apagão?

Será um daqueles dias como quando a nossa conexão de Internet apresenta problema e temos que esperar a operadora consertar. A Internet simplesmente vai parar.

Não poderemos fazer pesquisas no Google, atualizar o perfil do Facebook, enviar tweets e encontrar informações na Wikipedia. Joguinhos da Zynga como CityVille, FarmVille e outros não estarão no ar. O maior sistema de pagamentos eletrônicos do mundo, o PayPal não estará disponível. Amazon e eBay, respectivamente uma loja online e um site de leilões gigantes terão desligado seus servidores.

Ao abrir qualquer um desses sites, aparecerá a mensagem: “As pessoas precisam entender o impacto destas medidas pois estas normas mudam o modo como se usa a internet“.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook