Atualizado em: 28 julho 2011

Meu método para criar senhas que ninguém consegue descobrir

Vou revelar a vocês meu método para criar senhas que ninguém consegue descobrir. Com aproximadamente uma centena de cadastros, é o jeito que uso para manter meus dados seguros.

senhas-dificeisUsar qualquer serviço da Internet sem estar obrigado fazer algum tipo de cadastro é uma missão quase impossível. A maioria de nós tem pelo menos quatro cadastros. O do provedor de internet, do e-mail, MSN, Orkut. E já são quatro nomes de usuário e quatro senhas, que podem ser iguais, ou não, como diria Caetano Veloso.

Se somarmos aos quatro serviços mencionados acima, outros como Twitter, Facebook, Google+ (quer um convite?), contas de e-mail, faculdade, etc., o número pode crescer assustadoramente, e a maioria de nós tem uma forte tendência de criar sempre o mesmo nome de usuário, e o que é pior, usar a mesma senha.

publicidade:

Você há de ponderar que não tem cabeça para guardar tantas combinações em sua mente, e também não quer cometer o erro primário de escrever seus dados de acesso e colocar na sua carteira ou em etiquetas coladas no monitor. E nem adianta achar que é esperto, colando as senhas embaixo do teclado! Eu não sou o olho que tudo vê da saga Senhor dos Anéis, mas sei que tem muita gente que faz isso.

Criando a senha

Vou lhe ensinar um método funcional e fácil de lembrar para criar senhas praticamente impossíveis de adivinhar, muito difíceis de descobrir com métodos de força bruta que se valem da tentativa e erro. Para isso, vamos supor que o nome de usuário é sempre o mesmo e vamos nos concentrar na senha.

Pense em algo que faz sentido pra você, que não importa a situação, você sempre lembre, e que, de preferência, seja algo antigo. Vamos imaginar que é o nome do seu primeiro animal de estimação, um gato fictício chamado “gatuno”. Infelizmente esta senha é fácil de adivinhar por quem já o conhece a muito tempo, e também facílima de ser descoberta com métodos de força bruta.

Dificultando as coisas

Então vamos mudar algumas coisas. “gatuno” vai se transformar em “g4tun0”. Veja que eu troquei a vogal “a” pelo número “4” e a vogal “o” pelo número “0”. Esta é uma prática muito usada pelos nerds (e adolescentes pseudo-hackers) para criar seus nicks.  Então já dificultamos um pouco colocando números junto com as letras.

Complicando mais um pouco

O próximo passo é colocar uma ou mais letras em maiúsculo. Vou escolher somente uma, a letra “g”, logo “g4tun0”, passa a ser “G4tun0”. Isto é importante porque a maioria dos sistemas de cadastro são case sensitive, ou seja, fazem diferenciação entre letras maiúsculas e minúsculas, dificultando ainda mais sua descoberta.

Diferentes, mas fáceis de lembrar

Por fim, vamos usar esta mesma senha para todos os serviços mas com um tipo de diferenciação que poderemos nos lembrar simplesmente olhando para algo que está na cara, mas só nós sabemos. Supondo que você tenha uma conta no Twitter, pegue as três primeiras letras do domínio (sem www), e as coloque no final da senha, assim, sua senha para o Twitter passaria a ser: “G4tun0twi”. Para o Facebook seria “G4tun0fac”.

Tornando impossível de adivinhar

Caso queria tornar a sua senha realmente difícil de ser descoberta, adicione caracteres especiais. Um bom lugar para eles ficarem, seria entre as três letras finais, fazendo uma diferenciação visual e ajudando a se acostumar com o novo método. Vamos usar o símbolo %. Neste caso, sua senha final para o Twitter ficaria assim: “G4tun0%twi%” e para o Facebook seria “G4tun0%fac%”.

Abaixo coloco alguns exemplos de trocas de letras por número em logins e senhas. Fica a dica de manter a primeira e a última letra  originais. Uma pesquisa de uma universidade inglesa, cujo nome não me lembro, revela que não importa a ordem das letras, desde que a primeira e a última estejam certas para que o cérebro consiga discerní-la.

h4ck3r = hacker
d3v!l = devil
p3n54r = pensar
coi54s = coisas
p4r4b3ns = parabens

E agora? Ainda vai usar aquelas combinações fáceis de adivinhar, do tipo: abc123?

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook