Atualizado em: 1 agosto 2011

Google + poderia estar perdendo o fôlego

Segundo dados da Hitwise, após um lançamento estratosférico, diminuíram o número de visitas e o tempo gasto pelos usuários.

Google + poderia estar perdendo o fôlegoParece que a febre motivada pelo Google + começa a esfriar depois de um início estrondoso. A nova rede social da Google, que conseguiu vinte milhões de usuários em menos de um mês, apresenta sinais de estar perdendo o fôlego, pelo menos segundo os dados peculiares de uma empresa de análise estatística.

É o que revelam os dados da Hitwise, uma empresa especializada em medir o tráfego de sites web. Segundo ela, até o dia 23 de julho, nos Estados Unidos, o Google + recebeu1.790.000 visitas, 3 por cento a menos que na semana passada, quando o tráfego havia crescido 285 por cento

publicidade:

De acordo com a Hitwise, não só há menos visitas, mas os usuários gastaram menos tempo com o Google +. A duração média das visitas foi de 5 minutos e 15 segundos, refletindo uma redução de 10 por cento.

Ainda segundo a Hitwise, em 16 de julho o Google + era classificado entre as 42 redes sociais mais visitadas dos EUA e ocupava a 638ª posição no ranking geral (EUA). Lembro que o acesso aos convites estava limitado. Até o momento a empresa não divulgou novos dados, mas é muito provável que estes tenham melhorado após a liberação dos cadastros.

A Google se pronunciou a respeito destes números, questionando as métricas da Hitwise. Um porta-voz da Google, disse que a Hitwise não considera o tráfego móvel gerado a partir das aplicações para iPhone e Android, nem os aplicativos web móveis, medindo unicamente o tráfego direto via web convencional. Também não contabiliza as atividades geradas pelas notificações do navegador.

Até o momento, não existem novos números oficiais por parte da Google, exceto os dados de 10 milhões de usuários conseguidos dentro das duas semanas após o lançamento da Google +, que foi anunciado por Larry Page, co-fundador da Google.

De fato, os dados ímpares da Hitwise lembram muito certas pesquisas eleitorais brasileiras.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook