Atualizado em: 22 julho 2011

Google+ em números

Google+ em númerosPassado algum tempo do lançamento da Google +, a empresa de análise de dados Experian Hitwise, publicou alguns números que podem nos dar uma ideia do panorama da nova rede. Entre o tráfego gerado, o crescimento em usuários e sua força na América do Norte, o que todos nós temos nos perguntando é se ela irá alcançar a concorrência e se tornar a rede social número um.

Dados estatísticos

O estudo da Experian Hitwise compreende dados obtidos até 16 de julho, mas pode ajudar a compreender o fenômeno que você vê na Google +.

publicidade:

Primeiro, até a data do estudo, a Google + estava em número 42 do ranking das redes sociais mais visitadas, e era a número 638 em toda a Web. Estes números devem aumentar no momento em for possível acessar a rede sem convite.

O número total de visitas à Google + é de 1,8 milhões, indicando que, em comparação com o relatório da semana anterior, cresceu 282% desde que iniciou suas atividade há exatos 24 dias (28 de junho),  o crescimento foi de 821 por cento.

O tráfego aumentou 57%, dos quais, 34% são provenientes da Google.com. Isso pode acontecer porque 37% do aumento vem de vários sites de busca, e 21% do Gmail, tendo em conta o atual sistema de convites.

Se estima que cerca de 57% das pessoas que visitam a Google+ sejam homens. Isso não significa que o número de usuários do sexo masculino da nova rede social seja o mesmo, tendo em conta o relatado anteriormente sobre homens e mulheres.

Estima-se que o grupo que mais visita a nova rede tem entre 25 e 34 anos de idade, representando 38,37%. Quanto aos Estados Unidos, o maior grupo de visitantes vêm de Los Angeles, Nova York e San Francisco.

Há alguns dias foi anunciado na mídia que a rede social alcançou os 18 milhões de usuários, muito destes devido ao lançamento do aplicativo Google+ para o iPhone, apesar de que, a mesma empresa reconhece que a taxa de crescimento viral não está alcançando o ritmo desejado.

Opinião

Não sei se os leitores compartilham da mesma opinião que eu. Penso que os lançamentos da Google tem um forte apelo, principalmente pelos seus dois principais produtos, que de fato são excelentes: seu serviço de e-mail e o popular buscador Web. Porém, a empresa não tem conseguido colocar no mercado novos produtos que proporcionem o mesmo nível de satisfação.

Lembram do fracasso do Google Wave e do Google Buzz? Infelizmente a Google+, pelo menos por enquanto, não convenceu. O serviço é um tanto “sem sal”, espartano ao extremo, e ainda que eu não ache o Facebook a rede ideal, por enquanto me parece continuar a ser a melhor opção. Bem que eu gostaria de outra alternativa, porque Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, é famoso por suas violações à privacidade dos dados dos usuários.

Agora é esperar mais um pouco para ver como as coisas se desenrolam. Creio que até o final do ano, um panorama mais “pé no chão” poderá ser vislumbrado.

Convites para o Google +

O Luiz Carvalho, co-fundador do Sempre Tops atenderá aos pedidos de convite para o Google+. Basta acessar o link e se informar.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook