Atualizado em: 18 setembro 2011

Google + dá sinais de esfriamento

A recente divulgação dos dados do site 89n, dá conta que o Google + vem perdendo força de maneira consistente. Este artigo expõe a natureza destas informações.

Google + dá sinais de esfriamento

Antes de ser lançada, ela foi considerada a rede social com as condições mais favoráveis para competir com o Facebook. Sim, estou me referindo ao Google + (pronuncia-se Google Plus). Nós falamos aqui no melhor blog do Brasil sobre seu lançamento, suas características e sua tremenda expansão após os primeiros dias do lançamento, mas as coisas não são mais como antes.

publicidade:

Julho foi o mês em que a Google lançou o seu mais recente projeto, que tem como missão precípua frear a expansão do Facebook. As primeiras semanas foram coroadas com a grande adesão de novos usuários, quando a rede ainda requeria convites.

Em meados de agosto, o número de usuários havia ultrapassado 25 milhões e os primeiros games sociais começaram a aportar na plataforma, demonstrando a confiança das empresas no desenvolvimento do Google +. No entanto, algumas semanas depois a rede social começou a mostrar sinais de inatividade. Muitos usuários que haviam criado suas contas na rede social, acabaram por deixar a sua conta inativa (eu inclusive).

Google Plus começa a esfriar

Há poucos dias tomamos conhecimento das estatísticas divulgadas pelo site 89n.com, que confirmam a baixa atividade no Google +. De acordo com os seus dados, em apenas dois meses, o número de mensagens públicas geradas na rede social caiu 41 por cento. No entanto, devemos levar em conta que o site 89n contabiliza apenas os dados dos usuários que são assinantes de um dos seus produtos, o ManageFilter, que conecta a conta do Google + com o Twitter.

Embora os dados da 89n sejam baseados apenas em uma pequena fatia do bolo, de fato o Google + não está tendo a interatividade que deseja a empresa de Montain View.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook