Atualizado em: 30 maio 2011

China cria "Exército Azul"

China cria um organismo militar denominado “Exército Azul”, cuja função seria a de um ciber comando na defesa dos interesses do país na rede mundial de computadores.

china-blue-armyParece que os governos estão se conscientizando da importância da segurança da rede e em um mundo que os ciber-ataques são cada vez mais comuns. As principais potências mundiais estão dedicando recursos para proteger seus interesses na Internet . Os Estados Unidos criaram seu ciber comando em novembro de 2011, no mês passado foi a vez da Alemanha e agora, a China  tornou público que também tem um ciber comando responsável por garantir a segurança dos seus interesses na Internet (e provavelmente atacar seus inimigos).

De fato, a China, segundo analistas de inteligência, é uma das principais fontes de ataques cibernéticos em todo o mundo, por isso era lógico que acabasse formando uma equipe para sua própria defesa contra um ataque de retaliação, ou simplesmente como uma segurança para evitar casos como o da central nuclear iraniana, cuja autoria é atribuída aos Estados Unidos e Israel.

publicidade:

A China, que teria investido muitos recursos financeiros na formação do “Exército Azul”, como é conhecido este ciber comando que se consiste de cerca de trinta pessoas, teria dado os poderes para implementar melhorias na segurança de instalações militares e se proteger contra ataques externos . Curiosamente, até agora não se confirmou a existência dessa equipe, embora alguns analistas estimem que já esteja há mais de dois anos em funcionamento, o que explicaria por que muitos ataques nos sistemas ocidentais têm sua origem na China, embora as funções que foram tornados públicas são defensivas e não ofensivas.

Segundo um porta-voz da CACDA (China Arms Control and Disarmament Association), uma associação chinesa que defende aa não proliferação de armas:

A Internet não tem fronteiras, por isso não podemos dizer qual país ou organização será o nosso inimigo e irá nos atacar. O principal objetivo do Exército Azul é auto-defesa. Nós não vamos iniciar ataques contra ninguém.

Considerando que, de acordo com a Symantec , mais de 25% dos roubos de dados que ocorreram são originados na China , eu acho que ao invés de apostar na “não proliferação”, os governos acabam competindo em larga escala pela proteção das suas redes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook